Desemprego avança na RMR e chega a 9,8%

Taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife chegou a 9,8% em agosto, bem acima da média registrada nas seis regiões metropolitanas do Brasil, que foi de 7,6% para o período, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Taxa também é superior a apontada em julho deste ano, que foi de 7,5%  

Taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife chegou a 9,8% em agosto, bem acima da média registrada nas seis regiões metropolitanas do Brasil, que foi de 7,6% para o período, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Taxa também é superior a apontada em julho deste ano, que foi de 7,5%
 
Taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife chegou a 9,8% em agosto, bem acima da média registrada nas seis regiões metropolitanas do Brasil, que foi de 7,6% para o período, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Taxa também é superior a apontada em julho deste ano, que foi de 7,5%   (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - A taxa de desemprego na Região Metropolitana do Recife voltou a subir e chegou a 9,8% em agosto. Índice é acima da taxa de desemprego registrada nas seis regiões metropolitanas do Brasil, que foi de 7,6% para o período. Taxa também é superior a apontada em julho deste ano, que foi de 7,5%. Índice de agosto é o maior desde março de 2010, quando o índice também ficou em 7,6%.

Quando a comparação é feita levando em consideração apenas os meses de agosto, a taxa é a maior para o período desde 2009, quando alcançou 8,1%. Segundo os dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), população desocupada chegou a 1,9 milhão de pessoas. Volume de desempregados é 52,1% maior que o registrado em agosto do ano passado.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247