Desmatamento da Mata Atlântica no 1º semestre já é maior do que em todo o ano passado

A derrubada da Mata Atlântica nos seis primeiros meses de 2020 já é maior do que em todo o ano passado. O Paraná é o estado que mais destruiu a Mata Atlântica no Sul e o terceiro do país, atrás da Bahia e de Minas Gerais

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Reportagem do Jornal Nacional neste sábado (22) mostrou que o desmatamento da Mata Atlântica, no primeiro semestre de 2020, já é maior que em 2019. Foram mais de 12 mil hectares devastados. 

O Paraná é o estado que mais desmatou Mata Atlântica no Sul e o terceiro do país, atrás da Bahia e de Minas Gerais.

Para chegar até os locais, a polícia se baseia em imagens de satélite analisadas pelo MapBiomas, uma organização que reúne ONGs, universidades e empresas de tecnologia. Até mesmo áreas pequenas de desmatamento são flagradas pelas imagens em alta resolução.

A reportagem aponta que só restam no país 12% da floresta de Mata Atlântica original preservada. Segundo a polícia ambiental, o corte ilegal é, principalmente, para a agricultura e para construções imobiliárias em áreas próximas às cidades, informa o G1.
 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247