Dia das Crianças deve movimentar R$ 7,3 bi no País

Pesquisa realizada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pelo Instituto Ipsos, revela que o Dia da Criança deve movimentar, em todo o país, cerca de R$ 7,3 bilhões; data é considerada a quarta melhor para o comércio, depois do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados

Pesquisa realizada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pelo Instituto Ipsos, revela que o Dia da Criança deve movimentar, em todo o país, cerca de R$ 7,3 bilhões; data é considerada a quarta melhor para o comércio, depois do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados
Pesquisa realizada pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pelo Instituto Ipsos, revela que o Dia da Criança deve movimentar, em todo o país, cerca de R$ 7,3 bilhões; data é considerada a quarta melhor para o comércio, depois do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alana Gandra, repórter da Agência Brasil - Pesquisa nacional, divulgada hoje (20) pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e Instituto Ipsos, revela que o Dia da Criança deve movimentar, em todo o país, cerca de R$ 7,3 bilhões, com gasto médio de R$ 118,87 por pessoa. Entre as mulheres, o gasto é menor, atingindo, em média, R$ 113,35, enquanto entre os homens esse valor sobe para R$ 125,37.

Cerca de 40% dos consumidores pretendem presentear no Dia da Criança, considerada a quarta maior data para o comércio, depois do Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados. A pesquisa foi efetuada entre 30 de julho e 9 de agosto, com 1.200 consumidores nas capitais Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Florianópolis, Salvador e Recife e em mais 65 municípios brasileiros.

Brinquedos constituem a maioria dos presentes apontados por 59% dos consultados, seguidos por roupas (27%), calçados (7%) e bicicletas (3%).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email