Dilma andará na primeira viagem do metrô lendário

Presidente deve entrar de vez para a história do Brasil; de forma positiva; Dilma Rousseff deve participar da inauguração da metade da Linha 1 do lendário metrô de Salvador, aquele que está em construção há 14 anos e já consumiu R$ 1,3 bilhão dos brasileiros; inauguração dos 7,3 quilômetros do sistema acontecerá dia 11, na véspera do início da Copa

Presidente deve entrar de vez para a história do Brasil; de forma positiva; Dilma Rousseff deve participar da inauguração da metade da Linha 1 do lendário metrô de Salvador, aquele que está em construção há 14 anos e já consumiu R$ 1,3 bilhão dos brasileiros; inauguração dos 7,3 quilômetros do sistema acontecerá dia 11, na véspera do início da Copa
Presidente deve entrar de vez para a história do Brasil; de forma positiva; Dilma Rousseff deve participar da inauguração da metade da Linha 1 do lendário metrô de Salvador, aquele que está em construção há 14 anos e já consumiu R$ 1,3 bilhão dos brasileiros; inauguração dos 7,3 quilômetros do sistema acontecerá dia 11, na véspera do início da Copa (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A presidente Dilma Rousseff deve entrar de vez para a história do Brasil. E de forma positiva. A chefe da nação deve participar da inauguração da metade da Linha 1 do lendário metrô de Salvador, aquele que está em construção há 14 anos e já consumiu R$ 1,3 bilhão dos brasileiros.

Informação é do governador Jaques Wagner (PT). Ele manteve em entrevista coletiva nesta quarta-feira (4) previsão de inauguração dos 7,3 quilômetros do sistema de transporte, que vai da Estação da Lapa ao Acesso Norte (Rótula do Abacaxi). Evento histórico para a capital baiana será no dia 11 próximo, na véspera do início da Copa do Mundo da Fifa no Brasil.

O metrô de Salvador já ganhou diversas publicações nas páginas dos principais jornais do mundo como símbolo de corrupção, de falta de competência e de descaso com o dinheiro público.

Além de tudo, estudos comprovam que não há viabilidade econômica para operação do trecho que está pronto. Para ter lucro, o consórcio que administrará o metrô teria de cobrar passagem a R$ 10, em média. O metrô funcionará com 'operação assistida' por dois meses. Ou seja, o cidadão viajará sem pagar. A partir daí. O transporte será comercial e o valor da passagem ainda não foi informado.

Ciente do tamanho do problema, em jogada de mestre o prefeito ACM Neto, quatro meses após assumir a gestão de Salvador, passou todo o 'patrimônio' do metrô para o governo do estado. O democrata admitiu em público que a prefeitura não tem condição de administrá-lo.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247