Dilma: "daremos exemplo de alegria e civilidade"

Na capital mineira, neste domingo (8), onde inaugurou o Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (Cop) que concentrará as ações estratégicas de trânsito e segurança durante a Copa, a presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a pedir aos brasileiros, que recebam bem os turistas que virão ao país durante o Mundial de Futebol; "Nós vamos mostrar o exemplo de alegria, de força e de civilidade do Brasil. Sempre fomos muito bem recebidos. Tenho certeza que o turista vai levar no seu coração, essa recepção calorosa, humana, respeitosa que os mineiros e os belo horizontinos são capazes de dar", disse; "Tenho certeza também que a Copa vai ser uma festa, e é fundamental que a maioria da população brasileira tenha o direito de usufruir dessa grande festa", afirmou

Na capital mineira, neste domingo (8), onde inaugurou o Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (Cop) que concentrará as ações estratégicas de trânsito e segurança durante a Copa, a presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a pedir aos brasileiros, que recebam bem os turistas que virão ao país durante o Mundial de Futebol; "Nós vamos mostrar o exemplo de alegria, de força e de civilidade do Brasil. Sempre fomos muito bem recebidos. Tenho certeza que o turista vai levar no seu coração, essa recepção calorosa, humana, respeitosa que os mineiros e os belo horizontinos são capazes de dar", disse; "Tenho certeza também que a Copa vai ser uma festa, e é fundamental que a maioria da população brasileira tenha o direito de usufruir dessa grande festa", afirmou
Na capital mineira, neste domingo (8), onde inaugurou o Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (Cop) que concentrará as ações estratégicas de trânsito e segurança durante a Copa, a presidente Dilma Rousseff (PT) voltou a pedir aos brasileiros, que recebam bem os turistas que virão ao país durante o Mundial de Futebol; "Nós vamos mostrar o exemplo de alegria, de força e de civilidade do Brasil. Sempre fomos muito bem recebidos. Tenho certeza que o turista vai levar no seu coração, essa recepção calorosa, humana, respeitosa que os mineiros e os belo horizontinos são capazes de dar", disse; "Tenho certeza também que a Copa vai ser uma festa, e é fundamental que a maioria da população brasileira tenha o direito de usufruir dessa grande festa", afirmou (Foto: Valter Lima)

247 - A presidente Dilma Rousseff voltou a pedir, em Belo Horizonte, neste domingo (8), aos brasileiros, que recebam bem os turistas que virão ao país durante a Copa do Mundo. Na capital mineira, ela inaugurou o Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (Cop), onde ficarão concentradas as ações estratégicas de trânsito e segurança durante a Copa, e entregou 19 ambulâncias para expansão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na cidade.

"Nós vamos mostrar o exemplo de alegria, de força e de civilidade do Brasil. Sempre fomos muito bem recebidos. Tenho certeza que o turista vai levar aqui de Belo Horizonte, no seu coração, essa recepção calorosa, humana, respeitosa que os mineiros e os belo horizontinos são capazes de dar", disse. A presidente disse ainda que a Copa será uma "festa". "Tenho certeza também que a Copa vai ser uma festa, e é fundamental que as pessoas, que a maioria da população brasileira tenha o direito de usufruir dessa grande festa que começa nesta semana, na quinta-feira", afirmou.

Antes da cerimônia de inauguração, a presidente visitou a Estação de Transferência Mineirão, uma linhas do sistema BRT/Move, entre as avenidas Antônio Carlos e Abraão Caram, na Pampulha. O BRT de BH recebeu R$ 730 47 milhões, sendo R$ 382,30 milhões de financiamento federal por meio do Programa Pró-Transporte

"A Copa tem o papel de acelerar as obras, mas elas não foram feitas para uso exclusivo no Mundial. Quando o turista for embora ele não vai levar nenhuma das obras, isso vai ficar de legado para a população", disse. Essa foi a oitava viagem da presidente Dilma a Minas neste ano, base eleitoral do senador Aécio Neves, pré-candidato do PSDB ao Planalto. É o mesmo número de viagens que a presidente fez ao Estado durante todo o ano passado.

A presidente aproveitou para mais uma vez criticar a oposição, sem citar nomes. Ela disse que os governos do PT estão investindo em mobilidade no país, o que não tinha sido feito nas décadas de 1980 e 1990 pelo governo federal. Ela também aproveitou para, mais uma vez, dizer que o governo federal tem recursos disponibilizados para investir no metrô de BH e cobrar os projetos do governo estadual, que faz oposição a ela.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247