Dilma escolhe César e cria via alternativa na Bahia

Pergunta agora é: com quem o agora ministro dos Transportes César Borges vai no ano que vem? Com o candidato do governador Jaques Wagner, que provavelmente será do PT, ou com Geddel Vieira Lima (PMDB), que muito provavelmente terá a oposição fechada em torno de sua candidatura?; pelo Twitter, Wagner e Geddel concordaram em dizer que a escolha da presidente Dilma Rousseff fortalece a posição política do Estado

Dilma escolhe César e cria via alternativa na Bahia
Dilma escolhe César e cria via alternativa na Bahia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Romulo Faro - Bahia 247

A presidente Dilma Rousseff contrariou a cúpula do PR e escolheu o ex-governador da Bahia e ex-senador César Borges para o Ministério dos Transportes. Apesar de a decisão poder não ter agradado a todos, ela consegue acalmar o partido com uma das pastas mais cobiçadas da Esplanada.

Mas e para a Bahia, o que significa um ex-opositor que saiu do âmago do chamado carlismo no governo do PT? Cria do falecido ex-governador e ex-senador Antônio Carlos Magalhães (ACM), César decidiu deixar a chamada direita conservadora em 2007, quando decidiu deixar o antigo PFL (hoje DEM) e ingressar nas hostes do PR e, automaticamente, na base do ex-presidente Lula, a quem ele se fez oposição por cinco anos.

Voltando aos dias atuais, vale lembrar nota da Folha de São Paulo de três semanas atrás dizendo que Lula e o PT estariam preocupados com o desempenho do governador Jaques Wagner (PT) e temeriam o risco de a queda do petista na avaliação popular pudesse atrapalhar a campanha de reeleição de Dilma em 2014, para a qual, inclusive, o comandante do Executivo baiano é (ainda é?) cotado para coordenar no Nordeste.

César Borges Ministério dos Transportes cria uma nova força política na Bahia e possível via alternativa para a presidente que tanto lhe deposita confiança?

Os últimos passos de César na política local são controversos. Contudo, a julgar pelas eleições de outubro último, o PT pode ficar tranquilo, pois ele disse não ao democrata neto de seu mentor político e declarou apoio à candidatura do petista Nelson Pelegrino na disputa pela Prefeitura de Salvador. Mas ACM Neto venceu.

Contudo, se voltarmos dois anos e buscarmos César Borges na eleição de 2010, o encontraremos na chapa majoritária encabeçada pelo ex-ministro e atual vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, o peemedebista Geddel Veiria Lima, contra o petista Jaques Wagner. Geddel perdeu e César também não conseguiu renovar seu mandato.

Vale registrar também que o PR está em crise na Bahia, pois César Borges, na condição de presidente do diretório estadual, declarou apoio a Wagner na Assembleia Legislativa. O problema é que seu partido tem em seus quadros os deputados Elmar Nascimento e Sandro Régis, duas das vozes mais ativas ao governo do estado. Ambos ameaçam deixar o PR, que tem quatro deputados.

A pergunta agora é: com quem César vai no ano que vem? Com o candidato de Wagner, que provavelmente será do PT, o com Geddel, que muito provavelmente terá a oposição fechada em torno de sua candidatura?

Os dois inclusive comemoraram a escolha da presidente Dilma nesta noite. Geddel e Wagner escolheram o Twitter para se expressar. "Parabéns a César Borges pela nomeação para o Ministerio. Para a Bahia é um espaço importante", disse o peemedebista.

Wagner pensa a mesma coisa. "Recebo com satisfação a indicação de mais um baiano como ministro da Presidenta Dilma. A presença do ex-governador e ex-senador César Borges no Ministério dos Transportes fortalece a posição da Bahia junto ao governo federal". Mais além, o governador fez um afago ao rebelde PR. "O PR é um aliado importante do nosso projeto e também sai fortalecido com essa decisão".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email