Dilma: Lava Jato prendeu Mantega para influenciar a campanha eleitoral

Ao participar do comício da candidata Alice Portugal (PC do B) nesta noite em Salvador, a presidente afastada Dilma Rousseff apontou motivação eleitoral na decisão do juiz Sergio Moro de prender o ex-ministro Guido Mantega no Hospital Albert Einstein; "O ministro estava num hospital onde sua mulher estava sendo operada de câncer. Ora, ele tem moradia conhecida. A pergunta é: por que prender? A resposta é: para influenciar na campanha eleitoral", disse Dilma; "Lamentamos profundamente esse fato porque nenhum governo combateu mais a corrupção do que o meu e o do presidente Lula"

Ao participar do comício da candidata Alice Portugal (PC do B) nesta noite em Salvador, a presidente afastada Dilma Rousseff apontou motivação eleitoral na decisão do juiz Sergio Moro de prender o ex-ministro Guido Mantega no Hospital Albert Einstein; "O ministro estava num hospital onde sua mulher estava sendo operada de câncer. Ora, ele tem moradia conhecida. A pergunta é: por que prender? A resposta é: para influenciar na campanha eleitoral", disse Dilma; "Lamentamos profundamente esse fato porque nenhum governo combateu mais a corrupção do que o meu e o do presidente Lula"
Ao participar do comício da candidata Alice Portugal (PC do B) nesta noite em Salvador, a presidente afastada Dilma Rousseff apontou motivação eleitoral na decisão do juiz Sergio Moro de prender o ex-ministro Guido Mantega no Hospital Albert Einstein; "O ministro estava num hospital onde sua mulher estava sendo operada de câncer. Ora, ele tem moradia conhecida. A pergunta é: por que prender? A resposta é: para influenciar na campanha eleitoral", disse Dilma; "Lamentamos profundamente esse fato porque nenhum governo combateu mais a corrupção do que o meu e o do presidente Lula" (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 – Ao participar do comício da candidata do PCdoB à prefeitura de Salvador, Alice Portugal, nesta noite, a presidente afastada Dilma Rousseff apontou motivação eleitoral na decisão do juiz Sergio Moro de prender o ex-ministro Guido Mantega no Hospital Albert Einstein – decisão que foi revista horas depois, diante da péssima repercussão do caso.

"O ministro estava num hospital onde sua mulher estava sendo operada de câncer. Ora, ele tem moradia conhecida. A pergunta é: por que prender? A resposta é: para influenciar na campanha eleitoral", disse Dilma.

"Lamentamos profundamente esse fato porque nenhum governo combateu mais a corrupção do que o meu e o do presidente Lula".

Assista:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247