Dimas, Laurez e Avelino avaliam conjuntura do TO

Os prefeitos dos três principais municípios do interior — Araguaína, Gurupi e Paraíso — tiveram neste sábado (3) uma reunião para discutir os rumos do estado. Segundo Ronaldo Dimas (PR), Laurez Moreira (PSB) e Moisés Avelino (PMDB), o objetivo do encontro não foi debater projetos pessoais para 2018, mas sobre o estado sob os pontos de vista político, econômico e social; de acordo com o Laurez, é preciso tirar um projeto para o Tocantins, a partir da avaliação dos pontos mais críticos que o Estado atravessa

Os prefeitos dos três principais municípios do interior — Araguaína, Gurupi e Paraíso — tiveram neste sábado (3) uma reunião para discutir os rumos do estado. Segundo Ronaldo Dimas (PR), Laurez Moreira (PSB) e Moisés Avelino (PMDB), o objetivo do encontro não foi debater projetos pessoais para 2018, mas sobre o estado sob os pontos de vista político, econômico e social; de acordo com o Laurez, é preciso tirar um projeto para o Tocantins, a partir da avaliação dos pontos mais críticos que o Estado atravessa
Os prefeitos dos três principais municípios do interior — Araguaína, Gurupi e Paraíso — tiveram neste sábado (3) uma reunião para discutir os rumos do estado. Segundo Ronaldo Dimas (PR), Laurez Moreira (PSB) e Moisés Avelino (PMDB), o objetivo do encontro não foi debater projetos pessoais para 2018, mas sobre o estado sob os pontos de vista político, econômico e social; de acordo com o Laurez, é preciso tirar um projeto para o Tocantins, a partir da avaliação dos pontos mais críticos que o Estado atravessa (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - Os prefeitos dos três principais municípios do interior — Araguaína, Gurupi e Paraíso — tiveram neste sábado (3) uma reunião para discutir os rumos do estado. Segundo Ronaldo Dimas (PR), Laurez Moreira (PSB) e Moisés Avelino (PMDB), o objetivo do encontro não foi debater projetos pessoais para 2018, mas sobre o estado sob os pontos de vista político, econômico e social.

Laurez afirmou que outras reuniões ocorrerão, em junho. "Estamos preocupados com o Estado e, como prefeitos das três principais cidades, temos o dever de discutir a conjuntura", avaliou o prefeito de Gurupi ao site do Cleber Toledo.

De acordo com o pessebista, é preciso tirar um projeto para o Tocantins, a partir da avaliação dos pontos mais críticos que o Estado atravessa.

Também esteve na pauta a construção sobre a sucessão para o governo do Tocantins. "Nossas gestões são exemplo de que é possível se administrar bem mesmo diante do quadro de crise", disse Laurez.

Em 2014, houve também uma reunião entre os três principais prefeitos do estado — Dimas, Laurez e o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB). Eles afirmavam que queriam participar da definição da chapa majoritária encabeçada pelo então governador Sandoval Cardoso (SD).

Amastha declarou à imprensa que "exigia" que o ex-governador a Siqueira Campos (sem partido) e o atual deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM) ficassem de fora da majoritária. Como consequência, o grupo foi esvaziado.

Laurez desconversou, nesta segunda-feira (5), sobre a comparação e garantiu que o encontro de sábado teve finalidades bem diferentes da reunião de 2014. O prefeito de Gurupi disse que na época houve muita "especulação" e que o encontro dos três foi até "casual".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247