Dinheiro era guardado em closet da mãe de Geddel, diz ex-assessor

Em seu depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República (PGR), o ex-assessor parlamentar do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro Brandão, afirmou guardar dinheiro em espécie acondicionado em malas e caixas no closet da mãe do parlamentar e do ex-ministro Geddel Vieira Lima; segundo Job, a família Vieira Lima "possuía muito dinheiro guardado no apartamento de Marluce Vieira Lima", em Salvador (BA); Geddel e o deputado Lúcio Vieira Lima são investigados pelo crime de lavagem de dinheiro

Marluce Vieira Lima e Geddel Vieira Lima  Crédito Youtube
Marluce Vieira Lima e Geddel Vieira Lima  Crédito Youtube (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Em seu depoimento à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República (PGR), o ex-assessor parlamentar do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Ribeiro Brandão, afirmou guardar dinheiro em espécie acondicionado em malas e caixas no closet da mãe do parlamentar e do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Ainda segundo Job, a família Vieira Lima "possuía muito dinheiro guardado no apartamento de Marluce Vieira Lima", em Salvador (BA).

Job contou que fazia a contagem dos valores quando o dinheiro chegava ao apartamento em Salvador. Em seguida, as notas eram guardadas em caixas e malas no closet do quarto da mãe dos irmãos Vieira Lima. Isto teria acontecido até o início de 2016. Com a morte do pai de Lúcio e Geddel, a guarda do dinheiro acabou sendo transferida para outro lugar.

Segundo ele, este lugar era de seu desconhecimento até a deflagração da Operação Tesouro Perdido, em setembro, pela Polícia Federal, que descobriu R$ 51 milhões atribuídos aos irmãos escondidos em um apartamento da capita baiana. Geddel e o deputado Lúcio Vieira Lima são investigados pelo crime de lavagem de dinheiro.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email