Diretor do Butantan: “Anvisa compreendeu nossos argumentos”

Dimas Covas disse, após a retomada dos testes com a CoronaVac, que a Anvisa concorda com o argumento do Instituto de que a vacina é segura

Dimas Covas
Dimas Covas (Foto: GOVSP)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, comentou nesta quarta-feira (11) a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que autorizou a retomada dos testes com a CoronaVac.

Dimas Covas classificou a decisão como "excelente".

"Isso vem ao encontro com o que temos afirmado que essa é uma das vacinas mais seguras que está em desenvolvimento nesse momento. A Anvisa compreendeu nossos argumentos. O óbito referido não tem relação com a vacina e, portanto, o estudo pode ser retomado", disse, citado pela CNN Brasil.

O Instituto Butantan assinou um acordo para produzir a potencial vacina contra a COVID-19 com a empresa chinesa Sinovac e espera as chegadas das primeiras doses do imunizante já no próximo dia 20 de novembro.

"Esperamos nesse momento andar com esse processo o mais rapidamente possível, pois sabemos que um dia com vacina faz diferença. Nós precisamos dessa vacina o quanto antes e por isso a nossa urgência na finalização desse estudo. Então agradeço à nossa Anvisa pela compreensão e pela rapidez com que foi autorizada a retomada dos estudos clínicos", completou Dimas Covas.

Os testes com a CoronaVac foram suspensos nesta segunda-feira (9) após a Anvisa relatar ter sido notificada de um "evento adverso grave" em um dos voluntários brasileiros.

No entanto, na terça-feira (10), o Instituto Médico Legal divulgou o atestado de óbito do voluntário que continha o laudo de que a morte se tratava de um suicídio.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247