Discurso sugere o "plano b" de Vanderlan: Goiânia

Empresário do PSB, primeiro a se lançar na disputa pelo governo de Goiás, soma-se ao rol dos que detonam a gestão do prefeito Paulo Garcia (PT); "Péssima. Não tem ação. Veja a questão da folha do funcionalismo, a que ponto chegou; a cidade está com lixo para todo lado", disse ao Jornal Opção; pesquisa Grupom/Tribuna do Planalto ao governo desta semana, onde obtém números próximos aos de Iris e de Marconi, e ainda as palavras duras contra a atual administração, poderiam indicar que socialista pensa além de 2014

Empresário do PSB, primeiro a se lançar na disputa pelo governo de Goiás, soma-se ao rol dos que detonam a gestão do prefeito Paulo Garcia (PT); "Péssima. Não tem ação. Veja a questão da folha do funcionalismo, a que ponto chegou; a cidade está com lixo para todo lado", disse ao Jornal Opção; pesquisa Grupom/Tribuna do Planalto ao governo desta semana, onde obtém números próximos aos de Iris e de Marconi, e ainda as palavras duras contra a atual administração, poderiam indicar que socialista pensa além de 2014
Empresário do PSB, primeiro a se lançar na disputa pelo governo de Goiás, soma-se ao rol dos que detonam a gestão do prefeito Paulo Garcia (PT); "Péssima. Não tem ação. Veja a questão da folha do funcionalismo, a que ponto chegou; a cidade está com lixo para todo lado", disse ao Jornal Opção; pesquisa Grupom/Tribuna do Planalto ao governo desta semana, onde obtém números próximos aos de Iris e de Marconi, e ainda as palavras duras contra a atual administração, poderiam indicar que socialista pensa além de 2014 (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247 - O mau momento vivido por Paulo Garcia (PT) à frente da prefeitura de Goiânia já abre portas para postulantes ao cargo na eleição de 2016. O Paço Municipal enfrenta grave crise financeira, denúncias de corrupção na Comurg e uma deficiência sem precedentes na coleta de lixo na cidade.

Vanderlan Cardoso (PSB) foi um dos primeiros a se lançar como pré-candidato ao governo e agora sinaliza ser pioneiro em outra frente: mirar a cadeira de governador querendo acertar na de prefeito.

Em entrevista ao Jornal Opção, Vanderlan avaliou a gestão de Paulo Garcia. E não poupou críticas ao petista. "Péssima. Não tem ação. Veja a questão da folha do funcionalismo, a que ponto chegou; o viaduto na Marginal Botafogo, que não acaba; a cidade está com lixo para todo lado. No PMDB, eu defendi que o partido tivesse candidato a prefeito em 2012. Não apoiei Paulo Garcia à reeleição porque não concordava com sua forma de administração. Faltou pulso em várias ações".

O pode deixar Vanderlan mais animado em disputar a prefeitura é sua boa avaliação em Goiânia. Pesquisa Tribuna do Planalto/Grupom realizada em Goiânia e divulgada esta semana mostra que o socialista atinge bons números e é o segundo colocado nas intenções de voto para o governo quando Iris Rezende (PMDB) é retirado da sondagem.

Sem Iris e Antônio Gomide (PT), Vanderlan está praticamente empatado com o governador Marconi Perillo (PSDB). O tucano tem 30,5% e Vanderlan aparece em segundo, com 28,2%, deixando pra trás Júnior Friboi (PMDB). No cenário em que Gomide é acrescentado, Vanderlan tem 26,9% e Marconi, 29,9%.

A candidatura de Vanderlan ao governo do Estado enfraquece desde que seu grupo perdeu Ronaldo Caiado (DEM). O deputado ruralista foi praticamente expulso pela ex-ministra Marina Silva, que chegou ao PSB rechaçando qualquer tipo de aliança ou aproximação com Caiado. Restou ao parlamentar sair e Vanderlan ficou a ver navios. O empresário até hoje sente falta de Caiado e não conseguiu arrumar um aliado de peso que substitua o deputado.

Pensar na prefeitura de Goiânia passa a ser uma alternativa razoável para Vanderlan.

Ficha técnica Pesquisa Grupom

* Pesquisa: Grupom Consultoria Empresarial Ltda. Registros na ABEP (no 32), CONRE (1a Região, no 25) e CRA (no 008)
* Contratante: Rede de Notícia Planalto Ltda.
* Tipo: Amostragem
* Entrevistas: 603
* Nível de confiança: 95%
* Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
* Data: 05 a 15.02 de 2014
* Registros: Protocolos BR-00025/2014-TSE e GO-00024/2014-TRE de 07.03.2014

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email