Dívida impede marcação de exames de servidores

A falta de pagamento às clínicas está impossibilitando que os servidores estaduais consigam marcar exames de saúde em clínicas credenciadas em Alagoas; o motivo é uma determinação do governo para que todos os órgãos auditem as despesas realizadas em 2014

A falta de pagamento às clínicas está impossibilitando que os servidores estaduais consigam marcar exames de saúde em clínicas credenciadas em Alagoas; o motivo é uma determinação do governo para que todos os órgãos auditem as despesas realizadas em 2014
A falta de pagamento às clínicas está impossibilitando que os servidores estaduais consigam marcar exames de saúde em clínicas credenciadas em Alagoas; o motivo é uma determinação do governo para que todos os órgãos auditem as despesas realizadas em 2014 (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Beneficiários do Ipaseal Saúde estão impedidos de marcar exames em Alagoas. O problema é causado pela falta de pagamento às clínicas e já dura pelo menos duas semanas. Os servidores do Estado que dependem do plano já vinham enfrentando problemas no mês passado devido à suspensão de consultas e tratamentos.

Segundo uma paciente, que preferiu não se identificar, há mais de 15 dias a mãe tenta, sem sucesso, fazer um exame. Em um dos estabelecimentos médicos procurados por ela, foi informada de que não poderia marcar o procedimento porque o contrato com a entidade teria sido cancelado.

A reportagem da Gazetaweb também ligou [confira áudio abaixo], nesta quinta-feira (5), para duas clínicas de Maceió tentando marcar uma ultrassonografia. Em ambas, foi informada de que não seria possível. Em uma delas, "questões administrativas" foram alegadas para a suspensão dos serviços. 

Procurado, o diretor-presidente do Ipaseal Saúde, Fernando Lobo, disse que os exames foram interrompidos devido a um decreto do governador Renan Filho, que determinou que todos os órgãos auditassem as despesas relativas ao ano de 2014. Por isso, o pagamento não pode ser realizado.

Ele esclarece, porém, que a situação deve voltar ao normal a partir desta quinta. “Hoje está todo mundo sendo pago, já assinei os pagamentos e o dinheiro deve estar nas contas das clínicas”, afirmou. “Não é nem essa semana, é hoje que os serviços voltam”, reforçou o gestor do órgão.

Consultas e tratamento

No início de fevereiro, usuários do Ipaseal Saúde denunciaram estar com consultas e tratamentos paralisados por não ter quem autorizasse a continuidade dos mesmos. A entidade estava sem diretor-presidente nomeado e, por isso, e até pacientes com câncer tiveram que suspender as terapias.

“A saúde e a doença não param, não vão esperar. Onde as gestantes atendidas pelo Ipaseal vão parir? Se alguém escorrega e quebra a perna, como fica?”, questionou o médico e ex-diretor do órgão Nilton Jorge, acrescentando que cerca de 30 pessoas com diferentes tipos de câncer estavam sem quimioterapia.

O Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Alagoas atende 13.223 usuários entre titulares, dependentes e agregados, e é uma autarquia com autonomia administrativo-financeira, vinculada à Secretaria da Gestão Pública (Segesp).

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247