Djalma é contra reforma da Casa e gastos com mídia

Vereador petista afirma que gastos de R$ 15 milhões para reformar estrutura da Câmara e R$ 4 milhões em divulgação na imprensa são desnecessários. Mais uma vez, Djalma bate de frente com o presidente da Casa, Clécio Alves, com quem vive entrando em conflito. Clécio é quem articula para os dois projetos sejam aprovados e realizados. O petista promete ir ao Ministério Público se as duas matérias sigam adiante

Vereador petista afirma que gastos de R$ 15 milhões para reformar estrutura da Câmara e R$ 4 milhões em divulgação na imprensa são desnecessários. Mais uma vez, Djalma bate de frente com o presidente da Casa, Clécio Alves, com quem vive entrando em conflito. Clécio é quem articula para os dois projetos sejam aprovados e realizados. O petista promete ir ao Ministério Público se as duas matérias sigam adiante
Vereador petista afirma que gastos de R$ 15 milhões para reformar estrutura da Câmara e R$ 4 milhões em divulgação na imprensa são desnecessários. Mais uma vez, Djalma bate de frente com o presidente da Casa, Clécio Alves, com quem vive entrando em conflito. Clécio é quem articula para os dois projetos sejam aprovados e realizados. O petista promete ir ao Ministério Público se as duas matérias sigam adiante (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ Mais uma vez Djalma Araújo (PT) vai na contramão da maioria dos colegas e de novo vai bater de frente com o presidente da Câmara, Clécio Alves. Agora, o petista se posicionou contrário à proposta de reforma do prédio da Câmara Municipal, com gastos estimados em R$ 15 milhões e contra o investimento de R$ 4 milhões em mídia para divulgar as ações do legislativo. Nos dois casos, Djalma promete acionar o MP caso os projetos sejam levados adiante.

Para Djalma, os gastos com imprensa, no valor de R$ 4 milhões, representa outra ação que fere os preceitos da Constituição Federal, sobre a impossibilidade de a Câmara Municipal financiar, com recursos públicos, qualquer espécie de publicidade que caracterize promoção pessoal dos Vereadores, sendo obrigatória a observância dos preceitos contidos no art. 37, §1º, da CR/88 e art. 73, VI, “b” e “c”, da Lei 9.504/97.

“Fica evidente que os gastos serão utilizados para promoção pessoal de vereadores”, dispara Djalma.

Reforma

No que se refere á reforma do prédio, o assunto foi discutido esta semana com a presidência da Casa e contrário à maioria dos vereadores, Djalma não vê necessidade de gastos tão exagerados no legislativo. Ele afirma que é preciso uma reforma paliativa que melhore o sistema de informática da Câmara.

“Trata-se de um gasto desnecessário. Neste momento de crise e manifestações públicas, o legislativo precisa focar sua atuação na cidade, em ações que aproximem o poder do cidadão goianiense”, pontua.

Djalma ainda diz que sua proposta é para que o legislativo - se está com dinheiro sobrando em caixa - devolva para a prefeitura para que invista nas ações de saúde, educação, como por exemplo, nas obras dos CMEIs que estão paradas.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email