Djalma quer obrigar prefeitura a sinalizar pontos de alagamento

Vereador vai apresentar nesta terça-feira projeto de lei que obriga a prefeitura de Goiânia a fazer sinalização vertical em pontos de alagamento com finalidade de evitar acidentes; "Sem planejamento de drenagem urbana, torna-se urgente a sinalização vertical, como as utilizadas para orientar o trânsito, nos pontos críticos", justifica Djalma Araújo

djalma araujo
djalma araujo (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247 - O vereador Djalma Araújo (SDD) apresenta nesta terça-feira (11), na Câmara Municipal, projeto de lei que obriga a Prefeitura de Goiânia a instalar, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, sinalização vertical indicativa nos pontos de alagamentos com a finalidade de evitar acidentes e transtornos, com indicações em placas como: “Evitar trecho em período chuvoso” ou “Local sujeito a alagamento”.

Conforme o vereador, os alagamentos em inúmeros pontos da Capital já fizeram até mesmo vítimas fatais. Segundo mapeamento realizado pela Defesa Civil Municipal, 39 pontos da cidade ficam alagados durante as chuvas. "Sem planejamento de drenagem urbana, torna-se urgente a sinalização vertical, como as utilizadas para orientar o trânsito, nos pontos críticos", justifica Djalma.

“A cada ano, a sensação que se tem é de que os estragos se intensificam”, afirma Djalma. As estatísticas da Defesa Civil comprovam o agravamento da situação. A média de ocorrência em dias normais, sem precipitações, é de 30 registros enquanto, por exemplo, durante as chuvas de dezembro foram 64 frentes de atuação, a maioria delas de alagamento. A carência de ações para impedir a impermeabilização é amplificada pela quantidade de lixo encontrado nas ruas e, consequentemente, nos bueiros e bocas-de-lobo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email