Docentes e alunos fazem protesto no centro de SP

Professores e alunos da rede estadual de ensino de São Paulo protestaram contra o projeto de reestruturação que o Governo do Estado pretende implantar na rede pública a partir do início de 2016; ato aconteceu em frente à Secretaria de Estado da Educação, na Praça da República, e contou com a participação de bonecos infláveis representando o secretário Herman Voorwald e o governador Geraldo Alckmin (PSDB)

Professores e alunos da rede estadual de ensino de São Paulo protestaram contra o projeto de reestruturação que o Governo do Estado pretende implantar na rede pública a partir do início de 2016; ato aconteceu em frente à Secretaria de Estado da Educação, na Praça da República, e contou com a participação de bonecos infláveis representando o secretário Herman Voorwald e o governador Geraldo Alckmin (PSDB)
Professores e alunos da rede estadual de ensino de São Paulo protestaram contra o projeto de reestruturação que o Governo do Estado pretende implantar na rede pública a partir do início de 2016; ato aconteceu em frente à Secretaria de Estado da Educação, na Praça da República, e contou com a participação de bonecos infláveis representando o secretário Herman Voorwald e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

mSP 247 - Professores e alunos da rede estadual de ensino de São Paulo realizaram, nesta terça-feira (20), uma manifestação contra o projeto de reestruturação que o Governo do Estado pretende implantar na rede pública a partir do início de 2016. O ato aconteceu em frente à Secretaria de Estado da Educação, na Praça da República.

Os manifestantes levaram bonecos infláveis representando o secretário Herman Voorwald e o governador Geraldo Alckmin (PSDB). O grupo também promoveu uma cainhada até largo de São Francisco, no centro da capital paulista. A Polícia Militar cercou o edifício da Secretaria de Educação para evitar possíveis depredações.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247