Doria adia em um ano a adoção de cota em concursos públicos

O prefeito de São Paulo, João Doria adiou em um ano a adoção das novas regras para o ingresso no serviço público municipal por meio de cotas: as novas regras só valerão em 2019; agora, se um candidato que se inscreveu requisitando a reserva de vagas obter pontuação suficiente para aprovação na listagem geral - sem reservas -, seu nome será retirado da listagem com cotas e será incluído na listagem geral

O prefeito João Doria
O prefeito João Doria (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - A gestão João Doria (PSDB) adiou em um ano a adoção das regras para ingresso no serviço público municipal por meio de cotas. A previsão é que eles seriam adotadas em 2018, mas só entrarão em vigor em 2019, segundo portaria publicada no Diário Oficial da Cidade.

De acordo com a portaria, o adiamento ocorre para adaptação nas regras, aprovadas em 2016, que instituíram as cotas, e também foram detalhadas nesta sexta-feira, 24. A nova redação afirma que, agora, se um candidato que se inscreveu requisitando a reserva de vagas obter pontuação suficiente para aprovação na listagem geral - sem reservas -, seu nome será retirado da listagem com cotas e será incluído na listagem geral.
 
Com isso a pessoa que também solicitou ingresso por cotas e ficou imediatamente após esse primeiro candidato e receberá sua vaga. Aprovada em 2013, a seleção para cargos públicos por meio de cotas diz que 20% das vagas oferecidas em concurso para órgãos da Prefeitura têm de ser destinados a candidatos negros - incluindo aí cargos comissionados. Prevê-se autodeclaração de cor. 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247