Doria diz que governo Temer agoniza e que apoio do PSDB 'não é infinito'

Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que vem defendendo a permanência da legenda no governo Michel Temer, deu sinais de que poderá desembarcar mais cedo do que o esperado; para ele, a agonia política do governo Temer é crescente; "Você tem o índice de agonia de 1 a 10. E o termômetro está ligado faz tempo. Hoje, seria escala 8", avaliou; o tucano disse, ainda, que o apoio do partido, maior fiador do governo, "não é infinito"

29/05/2017) (São Paulo - SP Brasil Presidente Michel Temer, Governador Geraldo Alckmim , João Doria e Henrique Meirelles no Jantado Fórum de Investimentos Brasil 2017. Foto: Marcos Corrêa/PR
29/05/2017) (São Paulo - SP Brasil Presidente Michel Temer, Governador Geraldo Alckmim , João Doria e Henrique Meirelles no Jantado Fórum de Investimentos Brasil 2017. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Paulo Emílio)

SP 247 - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que vem defendendo a permanência da legenda no governo Michel Temer, deu sinais de que o partido poderá desembarcar mais cedo do que o esperado.

Segundo o tucano, a crise política vem sendo ampliada a cada dia e a agonia do governo Temer é crescente.

"Você tem o índice de agonia de 1 a 10. E o termômetro está ligado faz tempo. Hoje, seria escala 8", avaliou.

Apesar de manter o discurso de que "o PSDB deseja o melhor para o Brasil e não o pior", Doria deixou claro que o apoio do partido, maior fiador do governo Temer, "não é infinito".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247