Doria força a barra para tirar foto com Zeca Pagodinho no Sambódromo e irrita sambista

Ao aparecer no camarote Bar Brahma, no Sambódromo, na segunda noite de desfiles das escolas do Grupo Especial, João Doria tentou tirar uma cascaquinha de Zeca Pagodinho, mas se deu mal; extremamente irritado, Zeca gesticulava com as mãos e fazia sinal de negativo com a cabeça antes da aproximação de Doria; quando o tucano lhe estendeu a mão, Zeca ficou com a cabeça baixa; após muita negociação das duas assessorias, Zeca concordou com a foto, mas com uma condição: queria a presença do ex-jogador Amaral

Ao aparecer no camarote Bar Brahma, no Sambódromo, na segunda noite de desfiles das escolas do Grupo Especial, João Doria tentou tirar uma cascaquinha de Zeca Pagodinho, mas se deu mal; extremamente irritado, Zeca gesticulava com as mãos e fazia sinal de negativo com a cabeça antes da aproximação de Doria; quando o tucano lhe estendeu a mão, Zeca ficou com a cabeça baixa; após muita negociação das duas assessorias, Zeca concordou com a foto, mas com uma condição: queria a presença do ex-jogador Amaral
Ao aparecer no camarote Bar Brahma, no Sambódromo, na segunda noite de desfiles das escolas do Grupo Especial, João Doria tentou tirar uma cascaquinha de Zeca Pagodinho, mas se deu mal; extremamente irritado, Zeca gesticulava com as mãos e fazia sinal de negativo com a cabeça antes da aproximação de Doria; quando o tucano lhe estendeu a mão, Zeca ficou com a cabeça baixa; após muita negociação das duas assessorias, Zeca concordou com a foto, mas com uma condição: queria a presença do ex-jogador Amaral (Foto: Aquiles Lins)

Do DCM - João Doria decidiu ir ao camarote Bar Brahma, no Sambódromo, na segunda noite de desfiles das escolas do Grupo Especial, após convite do empresário Álvaro Aoas.

Doria tentou tirar uma cascaquinha de Zeca Pagodinho, mas se deu mal.

Irritado com o tucano em seu ninho, Zeca se recusava a tirar uma foto com ele. Foi necessária a intervenção do dono do camarote, Aoas, interessado em fazer uma média com o prefeito de SP.

Após muita negociação das duas assessorias, Zeca concordou com a foto, mas com uma condição: queria a presença do ex-jogador Amaral. Sem ele, nada feito.

Extremamente irritado, Zeca gesticulava com as mãos e fazia sinal de negativo com a cabeça antes da aproximação de João Doria. Quando o JD lhe estendeu a mão, Zeca ficou com a cabeça baixa.

Trocaram poucas palavras e, menos de um minuto depois, cada um tomava seu caminho. A imagem, histórica, diz tudo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247