Doria: “Marconi ainda tem muito a cumprir no Brasil”

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em Buenos Aires, durante a abertura do 21.º Meeting Internacional do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade que preside, que o País não pode prescindir da liderança política de Marconi Perillo e que o governador de Goiás "ainda tem muito a cumprir em Goiás e no Brasil"; "Homens públicos do seu quilate a gente não deixa sair da vida pública. Tem muito ainda a cumprir em Goiás e no Brasil"

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em Buenos Aires, durante a abertura do 21.º Meeting Internacional do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade que preside, que o País não pode prescindir da liderança política de Marconi Perillo e que o governador de Goiás "ainda tem muito a cumprir em Goiás e no Brasil"; "Homens públicos do seu quilate a gente não deixa sair da vida pública. Tem muito ainda a cumprir em Goiás e no Brasil"
O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse em Buenos Aires, durante a abertura do 21.º Meeting Internacional do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade que preside, que o País não pode prescindir da liderança política de Marconi Perillo e que o governador de Goiás "ainda tem muito a cumprir em Goiás e no Brasil"; "Homens públicos do seu quilate a gente não deixa sair da vida pública. Tem muito ainda a cumprir em Goiás e no Brasil" (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), disse na noite de quinta-feira (13) em Buenos Aires, durante a abertura do 21.º Meeting Internacional do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), entidade que preside, que o País não pode prescindir da liderança política de Marconi Perillo e que o governador de Goiás "ainda tem muito a cumprir em Goiás e no Brasil".

Em função de seus desempenhos administrativos e políticos, Doria e Marconi foram o centro das atenções durante a abertura do encontro, realizado no Alvear Palace Hotel, na capital argentina. "Homens públicos do seu quilate a gente não deixa sair da vida pública. Tem muito ainda a cumprir em Goiás e no Brasil". Doria fez agradecimento especial ao governador Marconi Perillo. "É um privilégio compartilhar de sua amizade e de sua esposa Valéria", disse Doria.

O governador foi diversas vezes abordado por empresários e autoridades para falar do ajuste fiscal e do bom desempenho da economia goiana mesmo em tempos de crise econômica nacional. "Fizemos um forte ajuste nas contas para podermos continuar cuidando bem das pessoas e para permitir que a economia de Goiás continue crescendo e gerando empregos", afirmou Marconi.

Marconi alertou ainda, em conversas com empresários e durante entrevistas, que o governo do presidente Michel Temer não pode abrir de mão de promover reformas ainda mais profundas para recolocar a economia nos trilhos. "Sem reformas profundas, pactuadas com a sociedade, para que os brasileiros entendam a gravidade do momento e urgência do que precisa ser feito para salvar o País, nós corremos o risco de virar uma Grécia", disse Marconi.

O governador participou da abertura do encontro acompanhado da primeira-dama Valéria Perillo e do presidente Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg), André Rocha. Nesta sexta-feira (14), a secretária da Fazenda de Goiás, Ana Carla Abrão, participa da mesa de debates promovida pelo Grupo Lide em Buenos Aires.

Já Doria foi recebido com entusiasmo por sua histórica e inédita vitória no primeiro turno da eleição para a Prefeitura de São Paulo. O empresário, que nunca havia disputado eleições, afirmou que fará uma administração voltada para os paulistanos com menor poder aquisitivo e que o resultado da disputa pelas prefeituras revela um profundo desejo de mudança por parte da populção.

O 21º Meeting Internacional do Grupo Lide prossegue nesta sexta-feira em Buenos Aires. O governador Marconi Perillo é um dos palestrantes e debatedores convidados pelo Grupo Lide a falar sobre alternativas para a crise brasileira e sobre as medidas de ajuste fiscal adotadas por seu governo, ainda em 2014, para reduzir os efeitos da crise econômica sobre o Estado.

O círculo de debates e palestras desta sexta-feira começa às 9h e se estende até as 13h. O encontro promovido pelo Grupo Lide visa ampliar as relações comerciais entre Brasil e Argentina, estimulando parcerias entre os governos e empresários dos dois países.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247