Doria nomeia ex-prefeito condenado por corrupção para cargo em sua gestão

Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) nomeou para o cargo de chefe da assessoria técnica da Secretaria do Governo o ex-prefeito de Cotia Antônio Carlos de Camargo (PSDB), condenado a inelegibilidade por um prazo de oito anos por abuso de poder político; em fevereiro deste ano, Carlão voltou a ser condenado, desta vez por improbidade administrativa, diz o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo; "Houve ainda a exoneração de mil cargos de confiança inventados por ele", destaca o DCM; "De acordo com o juiz Diógenes, Carlão praticou "o intenso e repetido desrespeito à moralidade administrativa", completa

Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) nomeou para o cargo de chefe da assessoria técnica da Secretaria do Governo o ex-prefeito de Cotia Antônio Carlos de Camargo (PSDB), condenado a inelegibilidade por um prazo de oito anos por abuso de poder político; em fevereiro deste ano, Carlão voltou a ser condenado, desta vez por improbidade administrativa, diz o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo; "Houve ainda a exoneração de mil cargos de confiança inventados por ele", destaca o DCM; "De acordo com o juiz Diógenes, Carlão praticou "o intenso e repetido desrespeito à moralidade administrativa", completa
Prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) nomeou para o cargo de chefe da assessoria técnica da Secretaria do Governo o ex-prefeito de Cotia Antônio Carlos de Camargo (PSDB), condenado a inelegibilidade por um prazo de oito anos por abuso de poder político; em fevereiro deste ano, Carlão voltou a ser condenado, desta vez por improbidade administrativa, diz o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo; "Houve ainda a exoneração de mil cargos de confiança inventados por ele", destaca o DCM; "De acordo com o juiz Diógenes, Carlão praticou "o intenso e repetido desrespeito à moralidade administrativa", completa (Foto: Paulo Emílio)

247 - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB) nomeou para o cargo de chefe da assessoria técnica da Secretaria do Governo o ex-prefeito de Cotia Antônio Carlos de Camargo (PSDB), condenado a inelegibilidade por um prazo de oito anos por abuso de poder político. Carlão, como é conhecido, foi condenado, juntamente com seu sucessor e aliado na mesma ação, datada de outubro do ano passado. Em fevereiro deste ano, Carlão voltou a ser condenado, desta vez por improbidade administrativa, diz o jornalista Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo.

"A Justiça suspendeu seus direitos políticos até 2021, além de ordenar o pagamento de multa no valor de 46 vezes a última remuneração por ele recebida, corrigida para os dias atuais. Houve ainda a exoneração de mil cargos de confiança inventados por ele", destaca o DCM.
Para o juiz Diógenes Luiz de Almeida Rodrigues, responsável pela sentença, os cargos comissionados que foram criados tinham atribuição meramente técnica ou operacional, como administrador regional, assistente comunitário e superintendente da Guarda Civil.

Em maio, ele também teve as contas municipais de 2013 rejeitadas por unanimidade pela Câmara de Vereadores de Cotia. "De acordo com o juiz Diógenes, Carlão praticou "o intenso e repetido desrespeito à moralidade administrativa"", diz o DCM.

Leia a íntegra da matéria. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247