Doria quer usar “motolâncias” para atender vítimas de acidente nas Marginais

Mais uma invencionice do prefeito João Doria (PSDB) em São Paulo: a Prefeitura vai utilizar motocicletas, chamadas pela gestão de “motolâncias”, para prestar os primeiros socorros a vítimas de acidente de trânsito nas Marginais; batizado de "Moto Socorro", o programa foi lançado nesta quarta-feira (25), com a doação de duas motos à Prefeitura por empresas privadas

28/06/2017- Brasília- DF, Brasil- A bancada do PSDB na Câmara se reúne com o prefeito de São Paulo, João Doria Foto: Wilson Dias/EBC/FotosPúblicas
28/06/2017- Brasília- DF, Brasil- A bancada do PSDB na Câmara se reúne com o prefeito de São Paulo, João Doria Foto: Wilson Dias/EBC/FotosPúblicas (Foto: Charles Nisz)

SP 247 - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vai utilizar motocicletas, chamadas pela gestão de “motolâncias”, para prestar os primeiros socorros a vítimas de acidente de trânsito nas Marginais do Pinheiros e do Tietê. Batizado de "Moto Socorro", o programa foi lançado nesta quarta-feira (25), com a doação de duas motos à Prefeitura por empresas privadas.

Os veículos serão utilizados pelo SAMU a partir do dia 1° de novembro. Entre os turnos de utilização das “motolâncias”, quatro pessoas do SAMU farão os atendimentos. O programa é inspirado numa iniciativa similar de Cingapura, um país da Ásia.

Com as “motolâncias”, o objetivo é agilizar o primeiro atendimento às vítimas de acidentes. Nas vias expressas da capital, operam 14 ambulâncias do Samu – duas delas ficam paradas em cada uma das Marginais. Segundo o secretário de Transportes, Sérgio Avelleda, o Samu tem conseguido chegar em oito minutos às ocorrências nas Marginais. A Prefeitura, no entanto, ainda não tem estimativa de redução no tempo do atendimento com as motocicletas. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247