Doria reconhece a morte do papel e mata versão impressa do Diário Oficial

prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 1º, que o Diário Oficial do Município deixará de ser impresso , reforçando a decadência do papel ante à informação digital; "A partir de hoje, teremos a publicação do Diário Oficial da Prefeitura de São Paulo apenas na versão online. Esta mudança trará uma economia de R$ 1,5 milhão de reais ao ano para os cofres públicos", disse Doria em vídeo divulgado em seu Facebook

prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 1º, que o Diário Oficial do Município deixará de ser impresso , reforçando a decadência do papel ante à informação digital; "A partir de hoje, teremos a publicação do Diário Oficial da Prefeitura de São Paulo apenas na versão online. Esta mudança trará uma economia de R$ 1,5 milhão de reais ao ano para os cofres públicos", disse Doria em vídeo divulgado em seu Facebook
prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 1º, que o Diário Oficial do Município deixará de ser impresso , reforçando a decadência do papel ante à informação digital; "A partir de hoje, teremos a publicação do Diário Oficial da Prefeitura de São Paulo apenas na versão online. Esta mudança trará uma economia de R$ 1,5 milhão de reais ao ano para os cofres públicos", disse Doria em vídeo divulgado em seu Facebook (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira, 1º, que o Diário Oficial do Município deixará de ser impresso , reforçando a decadência do papel ante à informação digital. 

"A partir de hoje, teremos a publicação do Diário Oficial da Prefeitura de São Paulo apenas na versão online. Esta mudança trará uma economia de R$ 1,5 milhão de reais ao ano para os cofres públicos", disse Doria. 

Confira no vídeo acima.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247