Drone fecha aeroporto de Congonhas e gera caos

Um drone não identificado sobrevoou na noite desse domingo (12) o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e provocou caos no tráfego aéreo, com dezenas de voos desviados para outras zonas ou cancelados; aeroporto de Congonhas ficou fechado por cerca de duas horas, enquanto a Polícia Militar e a Polícia Federal eram acionadas para tentar resolver a situação; drone foi avistado às 20h15 locais e as operações aéreas só voltaram ao normal às 22h30

Um drone não identificado sobrevoou na noite desse domingo (12) o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e provocou caos no tráfego aéreo, com dezenas de voos desviados para outras zonas ou cancelados; aeroporto de Congonhas ficou fechado por cerca de duas horas, enquanto a Polícia Militar e a Polícia Federal eram acionadas para tentar resolver a situação; drone foi avistado às 20h15 locais e as operações aéreas só voltaram ao normal às 22h30
Um drone não identificado sobrevoou na noite desse domingo (12) o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e provocou caos no tráfego aéreo, com dezenas de voos desviados para outras zonas ou cancelados; aeroporto de Congonhas ficou fechado por cerca de duas horas, enquanto a Polícia Militar e a Polícia Federal eram acionadas para tentar resolver a situação; drone foi avistado às 20h15 locais e as operações aéreas só voltaram ao normal às 22h30 (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(ANSA) - Um drone não identificado sobrevoou ontem (12) o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e provocou caos no tráfego aéreo, com dezenas de voos desviados para outras zonas ou cancelados.

O aeroporto de Congonhas ficou fechado por cerca de duas horas, enquanto a Polícia Militar e a Polícia Federal eram acionadas para tentar resolver a situação. O drone foi avistado às 20h15 locais e as operações aéreas só voltaram ao normal às 22h30.

As autoridades brasileiras não conseguiram, até agora, identificar os responsáveis pelo drone. A Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) aprovou em maio deste ano um regulamento que prevê sanções a quem usar drones de maneira indevida.

De acordo com a companhia aérea Gol, 15 voos seus chegaram a ser desviados para outros terminais. Já a Latam disse que 28 voos foram afetados, sendo 16 cancelados e 12 enviados para outros terminais, como Guarulhos, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Ribeirão Preto. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247