“É como se o Brasil já tivesse eliminado”, resume Kotscho sobre a seleção

O jornalista Ricardo Kotscho critica neste sábado a falta de correspondência entre a seleção brasileira comandada por Tite e o povo brasileiro; "Às vésperas do início da Copa, o clima no país é de frieza e desinteresse, como se o Brasil tivesse sido eliminado e não fosse um dos favoritos para a conquista do título. O motivo é simples: dos 23 jogadores do elenco, apenas três atuam em times brasileiros", diz ele; "Quase não se vê torcedores com a camisa da seleção nas ruas, confundida que foi com a dos patos amarelos"

“É como se o Brasil já tivesse eliminado”, resume Kotscho sobre a seleção
“É como se o Brasil já tivesse eliminado”, resume Kotscho sobre a seleção

247 - O jornalista Ricardo Kotscho critica neste sábado a falta de correspondência entre a seleção brasileira comandada por Tite e o povo brasileiro. "Às vésperas do início da Copa, o clima no país é de frieza e desinteresse, como se o Brasil tivesse sido eliminado e não fosse um dos favoritos para a conquista do título. O motivo é simples: dos 23 jogadores do elenco, apenas três atuam em times brasileiros", diz ele. 

Para Kotscho, a seleção de "estrangeiros" virou o "time do Tite", nada mais tem a ver com o pobre futebol brasileiro. "Não há mais identificação entre a arquibancada e o gramado", afirma. 

"Quase não se vê torcedores com a camisa da seleção nas ruas, confundida que foi com a dos patos amarelos. O futebol tornou-se um grande negócio para poucos e a seleção brasileira é apenas um reflexo do desmonte do país", diz ele. 

Leia o texto na íntegra no Balaio do Kotscho

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247