É o grande acordo nacional, com o povo, diz Correia após o Ibope

"É o grande acordo nacional: com os trabalhadores, o povo, os pobres , negros, mulheres, operários, camponeses, artistas, servidores... Com tudo! Ver a Globo divulgar sua derrota, não tem preço!", afirmou o deputado estadual Rogério Correia (PT); pesquisa Ibope apontou o ex-presidente Lula em primeiro lugar, com 37% dos votos

É o grande acordo nacional, com o povo, diz Correia após o Ibope
É o grande acordo nacional, com o povo, diz Correia após o Ibope (Foto: Dir.: Rafael Ribeiro)

Minas 247 - O deputado estadual Rogério Correia (PT) repercutiu a pesquisa Ibope, divulgada na noite desta segunda-feira (20), apontando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em primeiro lugar, com 37% dos votos. Na segunda posição está o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 18%.

"Todas as pesquisas após o registro das candidaturas mostraram que Lula ruma para ser eleito em primeiro turno. É o GRANDE ACORDO NACIONAL: com os trabalhadores, o povo, os pobres , negros, mulheres, operários, camponeses, artistas, servidores... COM TUDO ! Ver a Globo divulgar sua derrota, não tem preço!Agora é aumentar a pressão: 50 mil inscreveram Lula, greve de fome por #LulaLivre , decisão da ONU por Lula candidato, pesquisas dando vitória em 1º turno . O próximo passo são atos públicos e a justa rebeldia estampada nas ruas!", escreveu o parlamentar no Twitter.

As expressões "grande acordo nacional" e "com Supremo, com tudo" ganharam destaque na imprensa em 2016, após ser divulgada uma conversa entre o senador Romero Jucá (MDB-RR) e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que seria uma tentativa de barrar as investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Machado afirma: "Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer]". Jucá responde: "Só o Renan [Calheiros] que está contra essa porra. 'Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha'. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra". Em seguida, Machado continua: "É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional". Jucá: "Com o Supremo, com tudo". Machado: "com tudo, aí parava tudo". Jucá: "É. Delimitava onde está, pronto".

Ibope

Atrás de Bolsonaro aparece a ex-senadora Marina Silva, da Rede (6%), seguida pelo ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e pelo ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 5% cada.

Na sequência aparecem Alvaro Dias, do Podemos (3%), Eymael (DC), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo) com 1% cada. Cabo Daciolo (Avante), Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL) não pontuaram. Branco/nulos: 16%; não sabe/não respondeu: 6%.

No cenário sem o ex-presidente Lula, Bolsonaro lidera, com 20%, seguido por Marina (12%) e por Ciro (9%). Em seguida vêm Alckmin (7%), Fernando Haddad (PT), com 4%, Alvaro (3%), Eymael, Boulos, Meirelles, João Amoêdo, Cabo Daciolo, Vera e João Goulart Filho pontuam 1% cada. Brancos e nulos somam 29% e os que não souberam ou não responderam, 9%.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247