“É uma ação política de setores da direita”, diz Guimarães sobre ataque à CUT-CE

"É uma ação política de depredação, de ameaças e de terrorismo. E eu credito isso a setores da direita que não sabem conviver com a democracia”, declarou o deputado federal José Guimarães (PT-CE), sobre o ataque à sede da CUT-CE, ocorrido na manhã desta quinta-feira (20). Em coletiva de imprensa, o líder da minoria na Câmara disse ainda que esta ação não irá intimidar a esquerda e a população insatisfeita com o atual governo, e pediu que a polícia do Ceará investigue o caso

"É uma ação política de depredação, de ameaças e de terrorismo. E eu credito isso a setores da direita que não sabem conviver com a democracia”, declarou o deputado federal José Guimarães (PT-CE), sobre o ataque à sede da CUT-CE, ocorrido na manhã desta quinta-feira (20). Em coletiva de imprensa, o líder da minoria na Câmara disse ainda que esta ação não irá intimidar a esquerda e a população insatisfeita com o atual governo, e pediu que a polícia do Ceará investigue o caso
"É uma ação política de depredação, de ameaças e de terrorismo. E eu credito isso a setores da direita que não sabem conviver com a democracia”, declarou o deputado federal José Guimarães (PT-CE), sobre o ataque à sede da CUT-CE, ocorrido na manhã desta quinta-feira (20). Em coletiva de imprensa, o líder da minoria na Câmara disse ainda que esta ação não irá intimidar a esquerda e a população insatisfeita com o atual governo, e pediu que a polícia do Ceará investigue o caso (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O deputado federal José Guimarães (PT-CE) creditou o ataque à sede da CUT-CE, ocorrido na manhã desta quinta-feira (20), a setores da direita brasileira “que não sabem conviver com a democracia”. Em coletiva de imprensa, o líder da minoria na Câmara avaliou a invasão como uma “ação política de depredação, de ameaças e de terrorismo”, com o objetivo de intimidar os brasileiros que protestam contra o governo Temer.

“Isso não é uma ação isolada, é uma ação patrocinada pelas forças de direita. Se fosse assalto, assaltavam e iam embora. É uma ação política de depredação, de ameaças e de terrorismo. E eu credito isso a setores da direita que não sabem conviver com a democracia”, declarou.

Guimarães lembrou ainda que “não é coincidência” o ataque acontecer poucas horas antes do ato [cancelado] em solidariedade ao ex- presidente Lula e contra as reformas propostas pelo atual governo, marcado para a tarde de hoje. E avisou que este tipo de ação não irá intimidar a esquerda e a população insatisfeita com os rumos do País.

“Nós temos que, neste momento, ao fazer esta denúncia política, dizer que não vamos parar. Eles criaram esse clima, e nós queremos responsabilizá-los. Queremos que a polícia do Ceará investigue para identificar quem autorizou, quem mandou e quem fez essa operação política contra a CUT e seus dirigentes. Essa denúncia tem que chegar aos quatro cantos do País”, disse.

Confira o vídeo completo aqui

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247