Eduardo Campos apoia Serra no PPS de Freire

Para o governador de Pernambuco e possível candidato à presidência em 2014, a candidatura do ex-governador de São Paulo dificultaria a entrada do senador Aécio Neves (PSDB) no Estado, dando à disputa um cenário parecido com a última, entre a presidente Dilma Rousseff, Serra e a ex-ministra Marina Silva, o que favoreceria novos nomes, como o dele

Eduardo Campos apoia Serra no PPS de Freire
Eduardo Campos apoia Serra no PPS de Freire
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - Na avaliação do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a migração de José Serra para o PPS, que lançaria o ex-governador de São Paulo à presidência da República em 2014, pode lhe favorecer.

Isso porque com a entrada de Serra, a disputa dificultaria a entrada do tucano Aécio Neves em São Paulo, repetindo o cenário das eleições de 2010 e, portanto, favorecendo novos nomes, como o dele, pelo PSB.

Leia nota a respeito publicada na coluna Painel, da Folha de S.Paulo, neste domingo:

Próximos... Apesar de correr o risco de perder o apoio do PPS, Eduardo Campos (PSB) tem dito que apoia a filiação de José Serra ao partido de Roberto Freire para concorrer ao Palácio do Planalto em 2014.

... capítulos Para o pernambucano, a candidatura do ex-governador paulista dificultaria a entrada de Aécio Neves (PSDB) em São Paulo e daria à eleição ares de reprise da disputa entre Dilma, Serra e Marina Silva, o que favoreceria novos nomes.


Portas abertas

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire, declarou que as portas do partido continuam abertas caso o tucano queira se filiar. Recentemente, ele escreveu, pelo Twitter, que o partido ainda aguardava uma resposta de Serra sobre o assunto. De acordo com reportagem do jornal O Estado de S.Paulo deste domingo, Freire afirma que a resposta do ex-governador deve estar próxima.

"O tempo dele não é apenas o legal, mas o tempo político, até porque é preciso que consiga arregimentar aliados. Ele não pode ser o liderado, ele, neste processo, está liderando e, portanto, não pode ser último a decidir. Acho que essa decisão será tomada em breve, mas o Serra é o Serra e tem o seu próprio tempo de avaliação", disse o deputado.

Há dois dias, porém, Serra negou que esteja trocando de partido e se disse "surpreso com as especulações sobre suposta ida para o PPS, do ex-senador Roberto Freire". Em São Paulo, onde proferiu uma palestra no Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), ele declarou: "Não sei quem falou que estou saindo do PSDB. Não sei de onde vieram essas especulações".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247