Eduardo pede redução de secretarias no governo

Deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) apresentou 10 requerimentos na manhã desta terça-feira, 18, todos destinados ao Governo do Estado visando propor medidas para que o Estado enfrente a crise instalada no Tocantins; entre as medidas estão a redução do número de secretarias e órgãos do governo; Eduardo Siqueira relembrou que em 2011, ao assumir o Governo, o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) buscou implantar medidas para enfrentar a crise; "Chegamos ao Governo com uma crise financeira sem precedentes no Estado e implantamos medidas para enfrentá-la e a forma encontrada foi investir nos municípios, que é onde moram as pessoas", disse; redução de pastas, entretanto, não foi uma delas

Deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) apresentou 10 requerimentos na manhã desta terça-feira, 18, todos destinados ao Governo do Estado visando propor medidas para que o Estado enfrente a crise instalada no Tocantins; entre as medidas estão a redução do número de secretarias e órgãos do governo; Eduardo Siqueira relembrou que em 2011, ao assumir o Governo, o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) buscou implantar medidas para enfrentar a crise; "Chegamos ao Governo com uma crise financeira sem precedentes no Estado e implantamos medidas para enfrentá-la e a forma encontrada foi investir nos municípios, que é onde moram as pessoas", disse; redução de pastas, entretanto, não foi uma delas
Deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) apresentou 10 requerimentos na manhã desta terça-feira, 18, todos destinados ao Governo do Estado visando propor medidas para que o Estado enfrente a crise instalada no Tocantins; entre as medidas estão a redução do número de secretarias e órgãos do governo; Eduardo Siqueira relembrou que em 2011, ao assumir o Governo, o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) buscou implantar medidas para enfrentar a crise; "Chegamos ao Governo com uma crise financeira sem precedentes no Estado e implantamos medidas para enfrentá-la e a forma encontrada foi investir nos municípios, que é onde moram as pessoas", disse; redução de pastas, entretanto, não foi uma delas (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (PTB) apresentou 10 requerimentos na manhã desta terça-feira, 18, todos destinados ao Governo do Estado visando propor medidas para que o Estado enfrente a crise instalada no Tocantins.

Dentre as propostas, Eduardo Siqueira sugere a redução de secretarias no Poder Executivo; a redução para seis horas na jornada de trabalho dos servidores públicos; apoio aos municípios com manutenção de máquinas, ônibus escolares e estradas; a inclusão digital de alunos; e o envio da carreta da Saúde aos municípios; dentre outros.

Eduardo Siqueira relembrou que em 2011, ao assumir o Governo, o ex-governador Siqueira Campos (PSDB) buscou implantar medidas para enfrentar a crise. "Chegamos ao Governo com uma crise financeira sem precedentes no Estado e implantamos medidas para enfrentá-la e a forma encontrada foi investir nos municípios, que é onde moram as pessoas", disse.

O deputado exemplificou as atitudes dos cidadãos comuns fazem em momentos de crise financeira e disse que o Estado deveria fazer o mesmo. "Em uma casa de quatro quartos, a família se junta em um só para economizar e o Governo deveria fazer o mesmo, reduzindo secretarias e a jornada dos servidores para seis horas", comparou.

Eduardo Siqueira resumiu que a intenção de suas propostas é direcionar mais recursos para os municípios, visando investir na qualidade de vida das pessoas, movimentar a economia e proporcionar oportunidades aos tocantinenses.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email