Edvaldo crtica Deso por destruir recapeamento na avenida Antonio Fagundes Santana

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), reagiu, com indignação, à intervenção feita pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), na avenida Antonio Fagundes Santana, no bairro 13 de Julho; uma obra de saneamento provocou a destruição do novo pavimento da via poucos dias após a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) finalizar recapeamento da avenida; no entanto, a companhia estadual não recuperou o pavimento

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), reagiu, com indignação, à intervenção feita pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), na avenida Antonio Fagundes Santana, no bairro 13 de Julho; uma obra de saneamento provocou a destruição do novo pavimento da via poucos dias após a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) finalizar recapeamento da avenida; no entanto, a companhia estadual não recuperou o pavimento
O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), reagiu, com indignação, à intervenção feita pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), na avenida Antonio Fagundes Santana, no bairro 13 de Julho; uma obra de saneamento provocou a destruição do novo pavimento da via poucos dias após a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) finalizar recapeamento da avenida; no entanto, a companhia estadual não recuperou o pavimento (Foto: Charles Nisz)

Sergipe 247 - O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), reagiu, com indignação, à intervenção feita pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), na avenida Antonio Fagundes Santana, no bairro 13 de Julho, que provocou a destruição do novo pavimento da via. A Deso iniciou uma obra no local alguns dias após a Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) finalizar o completo recapeamento da avenida. No entanto, a companhia estadual não recuperou o pavimento.

“A Deso tem gerado constantemente problemas nas avenidas e ruas de Aracaju. A empresa realiza as suas obras, mas não recuperar a via na forma como encontrou. No caso da avenida Antonio Fagundes, é ainda mais grave, porque aquela via tinha acabado de receber o nosso programa de recapeamento. Todo o piso foi recuperado, já tínhamos feito a sinalização. Estava um tapete. Infelizmente, a Deso destruiu este pavimento, realizou a obra e não recuperou o asfalto”, disse o prefeito na manhã desta segunda-feira, 15. 
 
Diante desta situação, Edvaldo solicitou mais uma vez ao presidente da Emurb, Sérgio Ferrari, que se reúna com a direção da Deso e apresente o plano de obras da prefeitura, para que a empresa estadual se antecipe na realização de suas intervenções. O prefeito também anunciou que irá acionar judicialmente à Companhia de Saneamento do Estado para que, ao final das obras, devolva à cidade o pavimento da mesma forma que o encontrou. 
 
No caso específico da avenida Antonio Fagundes Santana, a Emurb realizará a recuperação do asfalto para retomar a qualidade do programa de recapeamento, e cobrará da Deso todos os custos com este serviço. “São recorrentes os problemas que enfrentamos nas nossas ruas e avenidas em decorrência da falta de recuperação completa do pavimento após as obras da Deso. Isso não pode continuar ocorrendo. Sabemos da importância do trabalho da Deso no esgotamento sanitário e na oferta de água, mas isso não pode gerar transtornos posteriores”, reiterou o prefeito.
 
O Recapeamento
Realizado com recursos próprios a partir de corte de gastos, economia e prioridade nas ações administrativas, o Programa de Recapeamento está orçado em cerca de R$ 5 milhões e desde o seu lançamento, em setembro, já contemplou importantes corredores de trânsito de Aracaju. A recuperação das avenidas é um dos principais compromissos da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247