Eleições: TSE manda PF investigar fraude

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou e a Polícia Federal (PF) em Alagoas vai apurar supostas irregularidades nas eleições majoritárias de 2014; caso se refere a eleitores que justificaram a ausência e tiveram o voto efetivamente registrado na urna durante; através do cruzamento de dados, o TSE constatou, em 712 seções, que eleitores que justificaram sua ausência aparecem como tendo votado; TSE também recomendou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL) que afaste todos os mesários das seções onde há suspeita de fraude

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou e a Polícia Federal (PF) em Alagoas vai apurar supostas irregularidades nas eleições majoritárias de 2014; caso se refere a eleitores que justificaram a ausência e tiveram o voto efetivamente registrado na urna durante; através do cruzamento de dados, o TSE constatou, em 712 seções, que eleitores que justificaram sua ausência aparecem como tendo votado; TSE também recomendou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL) que afaste todos os mesários das seções onde há suspeita de fraude
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou e a Polícia Federal (PF) em Alagoas vai apurar supostas irregularidades nas eleições majoritárias de 2014; caso se refere a eleitores que justificaram a ausência e tiveram o voto efetivamente registrado na urna durante; através do cruzamento de dados, o TSE constatou, em 712 seções, que eleitores que justificaram sua ausência aparecem como tendo votado; TSE também recomendou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL) que afaste todos os mesários das seções onde há suspeita de fraude (Foto: Voney Malta)

Alagoas 246 - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou e a Polícia Federal (PF) em Alagoas vai apurar supostas irregularidades nas eleições majoritárias de 2014. O caso se refere a eleitores que justificaram a ausência e tiveram o voto efetivamente registrado na urna durante o pleito. Ao fazer o cruzamento dos dados, o TSE constatou que em 712 seções em Alagoas, eleitores que justificaram sua ausência aparecem como tendo votado. Ou seja, há indícios de que alguém teria votado por eles. Do total de urnas, 143 estão em Maceió. 

Além de determinar à PF que investigue o caso, o TSE também recomendou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que afaste todos os mesários das seções onde há suspeita de fraude. O procedimento vale para todos os estados do País onde o cruzamento de dados apontou para possível fraude eleitoral.

No Estado, quase todos os municípios constam na lista do TSE, que está de posse do vice-presidente e corregedor do TRE em Alagoas, desembargador José Carlos Malta Marques.

Segundo ele, a determinação para apuração já está com a Polícia Federal, enquanto ao TRE caberá afastar os 2.848 integrantes de mesa das seções onde foram detectadas as supostas fraudes. São quatro os integrantes de cada mesa: o presidente, o vice, o primeiro e o segundo secretários. 

Em ofício encaminhado à direção-geral do TRE, e daí ao corregedor José Carlos Malta, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes informa que o processo foi encaminhado à Procuradoria-Geral da República e à Polícia Federal, “para a devida apuração, relatório da Secretaria de Tecnologia de Informação, relativo às eleições de 2014, no qual se identificou indicativos de comportamentos ilícitos em seções eleitorais de determinados municípios”.

O ministro Gilmar Mendes, no documento encaminhado ao TRE, diz ainda que “após o fechamento de cadastro de eleitores para as eleições vindouras (de outubro próximo) foi realizado o cruzamento entre a base de dados dos eleitores que votaram e as justificativas por ausência às urnas eletrônicas e constatou-se o registro de voto de eleitores que justificaram a ausência na eleição, alcançando em diversos casos mais de um eleitor na mesma seção eleitoral”.

E segue o ofício do ministro-presidente do TSE ao TRE: “Diante do exposto, encaminho anexo relatório das ocorrências encontradas na esfera de atuação de Vossa Excelência, solicitando providências no sentido de alterar a composição das mesas receptoras de voto para as próximas eleições”.

Com gaetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247