Eliane retira nome da disputa pelo Senado: "estava me fazendo mal"

Com um discurso muito emocionado, fazendo inúmeras referências a Marcelo Déda e citando um pouco da trajetória que a trouxe para Sergipe, a ex-primeira-dama Eliane Aquino retirou, na noite desta segunda-feira (24), o seu nome da disputa pela candidatura ao Senado do Partido dos Trabalhadores; declaração foi feita durante o ato de 34 anos da legenda, que ocorreu no Iate Clube da capital

Com um discurso muito emocionado, fazendo inúmeras referências a Marcelo Déda e citando um pouco da trajetória que a trouxe para Sergipe, a ex-primeira-dama Eliane Aquino retirou, na noite desta segunda-feira (24), o seu nome da disputa pela candidatura ao Senado do Partido dos Trabalhadores; declaração foi feita durante o ato de 34 anos da legenda, que ocorreu no Iate Clube da capital
Com um discurso muito emocionado, fazendo inúmeras referências a Marcelo Déda e citando um pouco da trajetória que a trouxe para Sergipe, a ex-primeira-dama Eliane Aquino retirou, na noite desta segunda-feira (24), o seu nome da disputa pela candidatura ao Senado do Partido dos Trabalhadores; declaração foi feita durante o ato de 34 anos da legenda, que ocorreu no Iate Clube da capital (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Valter Lima, do Sergipe 247 - Com um discurso muito emocionado, fazendo inúmeras referências a Marcelo Déda e citando um pouco da trajetória que a trouxe para Sergipe, a ex-primeira-dama Eliane Aquino retirou, na noite desta segunda-feira (24), o seu nome da disputa pela candidatura ao Senado do Partido dos Trabalhadores. A declaração foi feita durante o ato de 34 anos da legenda, que ocorreu no Iate Clube da capital. 

"Peço desculpas por entrar na festa de vocês e peço desculpa a todos vocês que acreditam em mim. Eu nunca me imaginei nessa disputa, mas eu sou mulher de projeto, de paz e disse que aceitaria participar para unir e agregar. E em nome disso, em nome da minha verdade, do respeito que tudo que aprendi a ter ao partido com Marcelo Déda ao longo desses anos, em respeito aos meus filhos, da mesma forma que coloquei o meu nome, eu hoje estou retirando. Continuarei uma militante como todos vocês ao longo de todos os anos. Vou continuar sendo militante e trabalhando, mas toda esta divergência política estava não estava fazendo bem para mim, nem para minha família, nem para aqueles que me cercam", justificou.

Ao falar de Déda, ela voltou a declarar o seu amor pelo governador que faleceu em dezembro passado e frisou que foi por causa da relação de amor e companheirismo que sempre teve com ele que decidiu desistir da pré-candidatura. "Este amor só me fez aumentar a vontade de lutar, trabalhar e ser feliz. Viver com Déda foi o grande presente que Deus me deu. Em nome desse amor, dessa relação de paz, sinceridade, de verdade e companheirismo que tive ao longo desses anos tomei decisão muito forte hoje. Meu nome está fora deste projeto. Agradeço a cada um que me apoiou, aos que fizeram manifestacoes gigantescas. O PT precisa continuar. O PT é um dos partidos mais fortes que temos na história do Brasil. Obrigado a todos que colocaram meu nome e desejaram meu nome", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email