Elias aponta superfaturamento em contratos do Mutirama

Vereador identificou queda vertiginosa na média mensal de gastos feita no segundo semestre de 2014; "A queda no gasto de manutenção de 2013 para 2014 é um claro indicativo de superfaturamento e desvio de recursos no ano de 2013", afirma Elias Vaz; média de gastos com manutenção em 2013 foi de R$ 299 mil. De agosto de 2014 em diante, a média de gastos com manutenção foi de R$ 27 mil; nesta quarta-feira, vereador vai protocolar no MP ação contra a prefeitura de Goiânia

Vereador identificou queda vertiginosa na média mensal de gastos feita no segundo semestre de 2014; "A queda no gasto de manutenção de 2013 para 2014 é um claro indicativo de superfaturamento e desvio de recursos no ano de 2013", afirma Elias Vaz; média de gastos com manutenção em 2013 foi de R$ 299 mil. De agosto de 2014 em diante, a média de gastos com manutenção foi de R$ 27 mil; nesta quarta-feira, vereador vai protocolar no MP ação contra a prefeitura de Goiânia
Vereador identificou queda vertiginosa na média mensal de gastos feita no segundo semestre de 2014; "A queda no gasto de manutenção de 2013 para 2014 é um claro indicativo de superfaturamento e desvio de recursos no ano de 2013", afirma Elias Vaz; média de gastos com manutenção em 2013 foi de R$ 299 mil. De agosto de 2014 em diante, a média de gastos com manutenção foi de R$ 27 mil; nesta quarta-feira, vereador vai protocolar no MP ação contra a prefeitura de Goiânia (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O vereador Elias Vaz (PSB) protocola nesta terça-feira, às 14h30, representação no Ministério Público (MP-GO) contra a prefeitura de Goiânia por suspeita de gastos superfaturados em contratos de manutenção de brinquedos do Parque Mutirama.

Levantamento promovido pelo vereador identificou queda vertiginosa na média mensal de gastos feita no segundo semestre de 2014. "A queda no gasto de manutenção de 2013 para 2014 é um claro indicativo de superfaturamento e desvio de recursos no ano de 2013", afirma Elias Vaz. A representação será protocolada na 57ª Promotoria, no 3º andar.

A média de gastos com manutenção em 2013 foi de R$ 299 mil. De agosto de 2014 em diante, a média de gastos com manutenção foi de R$ 27 mil.

O vereador ressalta que a receita do parque, composta principalmente da venda de ingressos, se manteve estável. "É fato que o Parque não parou de funcionar neste período, também é certo que houve, há e haverá despesa com manutenção, mas nada que indique tamanha divergência. Entendemos que uma redução tão drástica é injustificável, exceto se os valores pagos anteriormente estivessem superfaturados."

A representação será protocolada na 57ª Promotoria, cujo titular é o promotor Fernando Krebs, que já conduz procedimento de investigação em face do Parque Mutirama.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247