Elias quer audiência pública sobre terceirização do Serra Dourada

Contrato entre o governo do Estado e a empresa Expark Soluções em Trânsito Ltda foi assinado na segunda-feira e publicado no Diário Oficial; "O Estado conseguiu realizar uma licitação sem debate e até às escuras. Isso é um verdadeiro abuso e desfavorece o futebol goiano", reclama Elias; valor sugerido pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) em dias de jogos é de R$ 20; "Tenho certeza que o Estado não discutiu o assunto com a sociedade, com os torcedores e nem com os dirigentes dos clubes. O valor para estacionar o carro sairá, muitas vezes, mais caro que o ingresso", afirma

Contrato entre o governo do Estado e a empresa Expark Soluções em Trânsito Ltda foi assinado na segunda-feira e publicado no Diário Oficial; "O Estado conseguiu realizar uma licitação sem debate e até às escuras. Isso é um verdadeiro abuso e desfavorece o futebol goiano", reclama Elias; valor sugerido pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) em dias de jogos é de R$ 20; "Tenho certeza que o Estado não discutiu o assunto com a sociedade, com os torcedores e nem com os dirigentes dos clubes. O valor para estacionar o carro sairá, muitas vezes, mais caro que o ingresso", afirma
Contrato entre o governo do Estado e a empresa Expark Soluções em Trânsito Ltda foi assinado na segunda-feira e publicado no Diário Oficial; "O Estado conseguiu realizar uma licitação sem debate e até às escuras. Isso é um verdadeiro abuso e desfavorece o futebol goiano", reclama Elias; valor sugerido pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) em dias de jogos é de R$ 20; "Tenho certeza que o Estado não discutiu o assunto com a sociedade, com os torcedores e nem com os dirigentes dos clubes. O valor para estacionar o carro sairá, muitas vezes, mais caro que o ingresso", afirma (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - Elias Vaz apresentou requerimento cobrando realização de audiência pública para discutir a terceirização do estacionamento do Estádio Serra Dourada, em Goiânia. O contrato entre o governo do Estado e a empresa Expark Soluções em Trânsito Ltda foi assinado na segunda-feira e publicado ontem no Diário Oficial. "O Estado conseguiu realizar uma licitação sem debate e até às escuras. Isso é um verdadeiro abuso e desfavorece o futebol goiano", reclama Elias.

De acordo com o contrato, a cobrança do estacionamento da área externa do Estádio começa em dezembro. O valor sugerido pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) em dias de jogos é de R$20,00. "Tenho certeza que o Estado não discutiu o assunto com a sociedade, com os torcedores e nem com os dirigentes dos clubes. O valor para estacionar o carro sairá, muitas vezes, mais caro que o ingresso. A concessão não onera o Estado mas sim o cidadão", destaca o vereador.

Elias aponta outro aspecto negativo da medida adotada pelo Estado: o impacto no trânsito. "O cidadão vai se ver obrigado a deixar o carro fora do estádio para não pagar a tarifa, o que complicará ainda mais o trânsito na região, que já tem um grande fluxo de veículos", completa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247