Em AL, estudantes fazem e servem a própria merenda

Alunos de um colégio situado no município de Boca da Mata, no Leste de Alagoas, fazem, servem a própria merenda na cantina e ainda lavam os pratos; desde o início deste ano a escola não dispõe de merendeiras nem de funcionários para serviços gerais; veja vídeo

Alunos de um colégio situado no município de Boca da Mata, no Leste de Alagoas, fazem, servem a própria merenda na cantina e ainda lavam os pratos; desde o início deste ano a escola não dispõe de merendeiras nem de funcionários para serviços gerais; veja vídeo
Alunos de um colégio situado no município de Boca da Mata, no Leste de Alagoas, fazem, servem a própria merenda na cantina e ainda lavam os pratos; desde o início deste ano a escola não dispõe de merendeiras nem de funcionários para serviços gerais; veja vídeo (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra alunos de um colégio situado no município de Boca da Mata, no Leste de Alagoas, fazendo e servindo a própria merenda na cantina. A denúncia partiu de um aluna da unidade de ensino. A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) justifica que há carência de merendeiras no local. 

De acordo com o relato da estudante, desde o início deste ano, a Escola Estadual Josefa Cavalcante Suruagy não dispõe de merendeiras nem de funcionários para serviços gerais.

"Os alunos estão fazendo e servindo, além de levar os pratos. Eu mesmo estou denunciando porque quero estudar e penso no meu futuro, penso nas pessoas que vêm de longe estudar também. Isso me indignou bastante, e espero que o governo se toque. A situação é precária", diz a aluna enquanto o vídeo é reproduzido. 

Pelas imagens, é possível observar vários estudantes na fila, à espera da merenda que está sendo preparada e entregue pelos colegas.

Veja o vídeo abaixo:

Confira, na íntegra, nota da Seduc

"A Secretaria de Estado da Educação informa que há muitos servidores de serviços gerais afastados por licença médica, por diversos motivos, e a maioria não retorna para as funções, ou está em fase de readaptação. Na escola citada, há duas merendeiras e um de limpeza afastados. 

A Seduc afirma ainda que já há processo aberto para contratação de merendeiras e serviços gerais para suprir a carência destes profissionais. A Seduc esclarece ainda que não está medindo esforços para resolver a situação". 

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247