Em Catalão, médica recebia salário sem trabalhar

Secretário da Saúde do município faz auditoria na folha de pagamento e encontra várias irregularidades; médica recebia há cinco anos, mas nunca trabalhou numa unidade de Catalão; foi descoberto também uma dentista que mora em Recife mas recebia da prefeitura

Em Catalão, médica recebia salário sem trabalhar
Em Catalão, médica recebia salário sem trabalhar
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ As irregularidades administrativas continuam a ser descobertas em Catalão pelo novo prefeito Jardel Sebba (PSDB). Agora uma sindicância na Secretaria de Saúde do município mostra que uma médica recebe salário de R$ 3.751.99 há cinco anos, mas nunca trabalhou numa unidade de saúde de Catalão.

Levantamento feito pelo secretário Adenilson Lima revela que a médica não teria solicitado licença por interesse particular. A servidora, do quadro de efetivos da administração, jamais atuou em qualquer unidade de Saúde da prefeitura. Se o ato for confirmado pela Comissão de Sindicância instaurada para investigar o caso, a servidora, além de exonerada, deverá devolver cerca de R$ 225 mil aos cofres municipais, relativos aos salários recebidos sem trabalhar.

Em outra frente de apuração foram descobertos casos de servidores que praticavam a chamada condensação de carga horária. Duas dentistas se encaixam nesta situação. Uma delas, segundo informações preliminares, mora atualmente no Recife/PE, e recebe salário de R$ 3.054,00. A servidora se deslocava a Catalão uma semana por mês e cumpria a carga horária que teria de ser trabalhada no decorrer do mês. O ato fere o estatuto da Prefeitura de Catalão.

Adenilson Lima afirma que os casos irregulares serão sanados. Decreto de Lei do prefeito Jardel Sebba determinou que todos servidores efetivos se apresentassem aos seus órgãos de origem. Tal medida possibilitou a descoberta dos casos citados e de outros que estão sendo apurados.

De acordo com o secretário, os servidores da Saúde que ainda não fizeram o que determina o Decreto, devem comparecer com urgência à área de Recursos Humanos da secretaria, sob pena de ficarem suspensos os pagamentos de salários.

Por orientação do procurador geral do município, Geordano Paraguassu, os nomes da médica e das duas dentistas não poderão ser divulgados até que a Comissão de Sindicância termine os trabalhos de apuração e que a denúncia contra os responsáveis (chefias imediatas e ex-secretário da Saúde na gestão do ex-prefeito Velomar Rios) seja apresentada ao Ministério Público Estadual.

Documentos queimados da Ação Social escondem doações ilegais

Secretária de Ação Social e primeira-dama do município, Anna Abigail Sebba encontrou nos fundos da sede da Secretaria um monte de cinzas de pelo menos quatro metros quadrados, decorrentes de documentos queimados. Questionado sobre as cinzas, o servidor da prefeitura, Jesus Manoel de Oliveira, afirmou que ajudou a queimar os documentos.

“Pediram para queimar, então queimamos. Fomos queimando e foi uma semana queimando tudo. Eram papéis de atestado de carência. Eu sei que o que eram, porque mexo com este serviço”, denunciou.

Dezenas de ferragens de pastas de arquivo estavam misturadas à latas de tinner (utilizadas para atear fogo nos documentos).

De acordo com Anna Sebba, a única hipótese para queimar os documentos seria esconder ações ilegais da Ação Social em doações feitas pela pasta, como cestas básicas e materiais de construção. “Acredita-se que muitas pessoas da classe média catalana, que não se encaixavam nos requisitos para receber os benefícios, foram selecionadas e conseguiram ser atendidas”, avaliou.

Desde que assumiu a prefeitura, o prefeito Jardel Sebba enfrenta um verdadeiro caos administrativo-financeiro. Máquinas sucateadas, dívidas deixadas pelo ex-prefeito, cidade esburacada e cheia de mato, entre outros problemas. Funcionários públicos denunciaram o roubo de itens do patrimônio público e o desaparecimento de documentos importantes em algumas secretarias.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email