Em defesa de Lula, movimentos sociais e sindicatos realizam manifestações em AL

Vários municípios alagoanos registram manifestações de apoiadores em defesa do ex-presidente Lula; em Maceió, por exemplo, desde esta terça-feira (23) os simpatizantes estão concentrados na Praça Deodoro, em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde foram realizadas diversas atividades, inclusive um ‘aulão’ promovido por juristas que explicaram e esclareceram dúvidas sobre o julgamento

Vários municípios alagoanos registram manifestações de apoiadores em defesa do ex-presidente Lula; em Maceió, por exemplo, desde esta terça-feira (23) os simpatizantes estão concentrados na Praça Deodoro, em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde foram realizadas diversas atividades, inclusive um ‘aulão’ promovido por juristas que explicaram e esclareceram dúvidas sobre o julgamento
Vários municípios alagoanos registram manifestações de apoiadores em defesa do ex-presidente Lula; em Maceió, por exemplo, desde esta terça-feira (23) os simpatizantes estão concentrados na Praça Deodoro, em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde foram realizadas diversas atividades, inclusive um ‘aulão’ promovido por juristas que explicaram e esclareceram dúvidas sobre o julgamento (Foto: Voney Malta)

Por cadaminuto.com.br - A Praça Centenário foi a escolhida para sediar a concentração das manifestações dos movimentos sociais e sindicatos de Alagoas que irão para ruas nesta quarta-feira (24) para acompanhar o julgamento do ex-presidente Lula, que ocorre nesta manhã em Porto Alegre.

Desde ontem que membros dos movimentos estão concentrados na Praça Deodoro, em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), onde foram realizadas diversas atividades, inclusive um aulão promovido por juristas alagoanos que explicaram e esclareceram dúvidas sobre o julgamento.

Essa movimentação é registrada em todo país e em Alagoas conta com a participação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), da Comissão Pastoral da Terra (CPT), do Movimento Luta pela Terra (MLT), Movimento Social de Luta (MLT) e do Movimento Social de Luta dos Trabalhadores (MSLT).

A expectativa para o julgamento do ex-presidente é muito grande, pois a decisão pode definir o quadro de sua candidatura à Presidência novamente. Do outro lado, o Movimento Brasil vem realizando atividades para chamar a atenção da população e pedindo a condenação de Lula.

Ontem o movimento realizou uma carreata na cidade e contou com a participação de dezenas de pessoas.

 Murici

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), aproximadamente 50 a 60 manifestantes também bloquearam a BR-104, na altura do km 60, próximo ao município de Murici. Os manifestantes utilizaram fogo, galhos, pneus e até concreto para bloquear a rodovia.

A rodovia já foi liberada pelos manifestantes.

Arapiraca

O Movimento Sem Terra também bloqueou a rodovia AL-115, em frente a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) de Arapiraca. Os manifestantes não informaram quantas pessoas haviam e nem quando pretendem liberar a pista em ambos os sentidos.

Junqueiro

A BR-104, na altura do km 194, próximo ao município de Junqueiro, está bloqueada por aproximadamente 60 manifestantes pró-Lula, segundo a PRF. A informaçãorepassada pela assessoria de Comunicação é de que ainda não há previsão para a liberação da pista.

O km 194 da BR 104, em Junqueiro/AL, está totalmente interditado por aproximadamente 60 manifestantes do Movimento Sem Terra, sem previsão de liberação até o momento.

O julgamento

Está marcado para esta quarta-feira, 24, no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) em Porto Alegre, o julgamento do ex-presidente Lula. A sessão será transmitida por várias emissoras e plataformas on-line, a partir das 8h30.

É a primeira vez que a corte permite a transmissão do julgamento de um réu que recorre contra a sentença da Operação Lava Jato, comandada pelo Juiz Sérgio Moro

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247