Em MG, obras federais nas estradas somam R$ 3,1 bi

Embora detenha sob sua responsabilidade menos de 3% da malha rodoviária mineira, a União, nos dois governos Lula e na gestão de Dilma vem tocando as principais obras de aumento da capacidade e melhoramento das estradas no Estado; desde 2003, foram iniciados oito grandes empreendimentos, somando aproximadamente R$ 2 bilhões em verbas federais; de 2011 a 2014, no âmbito do Pac2, estão sendo investidos em 11 obras em andamento mais R$ 1,1 bilhão

Embora detenha sob sua responsabilidade menos de 3% da malha rodoviária mineira, a União, nos dois governos Lula e na gestão de Dilma vem tocando as principais obras de aumento da capacidade e melhoramento das estradas no Estado; desde 2003, foram iniciados oito grandes empreendimentos, somando aproximadamente R$ 2 bilhões em verbas federais; de 2011 a 2014, no âmbito do Pac2, estão sendo investidos em 11 obras em andamento mais R$ 1,1 bilhão
Embora detenha sob sua responsabilidade menos de 3% da malha rodoviária mineira, a União, nos dois governos Lula e na gestão de Dilma vem tocando as principais obras de aumento da capacidade e melhoramento das estradas no Estado; desde 2003, foram iniciados oito grandes empreendimentos, somando aproximadamente R$ 2 bilhões em verbas federais; de 2011 a 2014, no âmbito do Pac2, estão sendo investidos em 11 obras em andamento mais R$ 1,1 bilhão (Foto: Leonardo Lucena)

Pautando Minas - Embora detenha sob sua responsabilidade menos de 3% da malha rodoviária mineira, a União, nos dois governos Lula e na gestão de Dilma Rousseff vem tocando as principais obras de aumento da capacidade e melhoramento das estradas no Estado. Foram iniciadas e concluídas de 2003 para cá oito grandes empreendimentos, somando aproximadamente R$ 2 bilhões em verbas federais, sem contar a conclusão no primeiro governo Lula da duplicação da rodovia Fernão Dias (BR-381 – BH-São Paulo), que se arrastava desde 1993, no governo Itamar Franco.

De 2011 a 2014, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (Pac2), estão sendo investidos em 11 obras em andamento mais R$ 1,1 bilhão. Essa conta não inclui a duplicação da BR-381, recentemente começada, que vai receber um total estimado de R$ 2,5 bilhões em verbas do Orçamento da União.

A malha rodoviária de Minas é a maior do Brasil. Soma 269.546 quilômetros de estradas, o que corresponde a 16% da extensão total de vias existentes no país. No Estado, são 7.689 quilômetros de rodovias federais, 23.663 quilômetros de estradas estaduais e 238.191 quilômetros de vias municipais.

Apesar de ter sob sua responsabilidade o triplo de quilômetros de estradas, o governo mineiro não consegue fazer deslanchar um programa de obras expressivo. Lançado em 2010 junto com a candidatura de Antonio Anastasia (PSDB) à sucessão do hoje presidenciável tucano Aécio Neves, o programa Caminhos de Minas só conseguiu pavimentar até agora 41 quilômetros dos mais de 8 mil quilômetros prometidos, embora a maioria das obras seja de estradas vicinais, de baixa complexidade de execução e de características modestas.

A lista de obras federais concluídas e em execução a partir de 2003:

Concluídas
- Duplicação BR-050 – Delta-Uberaba-Uberlândia
140 km
R$ 400 milhões

- Duplicação BR-050 – Araguari-Uberlândia
R$ 157,39 milhões

- Duplicação da BR-040 – Sete Lagoas – Trevo de Curvelo
47,5 km
R$ 298,8 milhões

- Duplicação da BR-153 – Araporã – Monte Alegre de Minas
58 km
R$ 142,4 milhões

- Recuperação e implantação de terceira faixa na BR-153 – Monte Alegre de Minas ao entroncamento com a BR-262 – Prata-Comendador Gomes-Campo Florido
89,7 km
R$ 143,87 milhões

- Duplicação da BR-262 – Betim – Nova Serrana
83,1 km
R$ 465,3 milhões

- Implantação e pavimentação da BR-265 – Ilicínea – São Sebastião do Paraíso
136 km
R$ 245 milhões

- Implantação e pavimentação da BR-364 – Santa Vitória – Acesso a Gurinhatã
83,6 km
R$ 138,5 milhões

TOTAL: R$ 1,99 bilhão
Não inclui a conclusão da duplicação da Fernão Dias (BR-381 – BH-Divisa SP no começo do primeiro governo Lula (2003-2004)

PAC2
- Duplicação da BR-365 - Trevão de Monte Alegre de Minas – Uberlândia
89,1 km
De 2011 a 2014 – R$ 256,25 milhões
Após 2014 – R$ 30,59 milhões

- Duplicação – BR-050 – Araguari-Divisa MG-GO
40 km
De 2011 a 2014 – R$ 187,57 milhões

- Recuperação e melhorias – BR-135 – Montes Claros-Entroncamento com a BR-040
300 km
De 2011 a 2014 – R$ 120 milhões

- Pavimentação – BR-135 – Itacarambi – Divisa MG-BA
De 2011 a 2014 – R$ 149,56 milhões
137 km
Após 2014 – R$ 55,02 milhões

- Travessia urbana de Unaí – BR-251
De 2011 a 2014 – R$ 15,13 milhões

- Adequação da travessia urbana de Nova Serrana – BR-262
De 2011 a 2014 – R$ 76,48 milhões

- Adequação da travessia urbana de Uberaba – BR-262
De 2011 a 2014 – R$ 35,85 milhões

- Pavimentação da BR-265 – Alpinópolis-Jacuí
De 2011 a 2014 – R$ 26,96 milhões
50 km
Após 2014 – R$ 5,75 milhões

- Construção da BR-364 – Entre o entroncamento da BR-153 – Comendador Gomes-Campina Verde-Acesso a Gurinhatã
122 km
De 2011 a 2014 – R$ 105 milhões

- Adequação da travessia urbana de Juiz de Fora – BR-440
De 2011 a 2014 – R$ 46,25 milhões

SUBTOTAL: R$ 1,082 bilhão

- Duplicação da BR-381 – Belo Horizonte – Governador Valadares
Obra recém-iniciada no valor total estimado de R$ 2,5 bilhões

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247