Em Palmas, ministro da Educação anuncia R$ 15 milhões para UFT

Em reunião no Palácio Araguaia com o governador Marcelo Miranda (PMDB), o ministro Mendonça Filho irá anunciar a liberação de R$ 15 milhões para obras dos campi de Arraias, Miracema, Porto Nacional e Tocantinópolis e custeio; recurso foi uma solicitação da deputada Professora Dorinha (DEM) feita na última reunião com o ministro em 22 de junho, com a presença da reitora da UFT, Isabel Auler

Em reunião no Palácio Araguaia com o governador Marcelo Miranda (PMDB), o ministro Mendonça Filho irá anunciar a liberação de R$ 15 milhões para obras dos campi de Arraias, Miracema, Porto Nacional e Tocantinópolis e custeio; recurso foi uma solicitação da deputada Professora Dorinha (DEM) feita na última reunião com o ministro em 22 de junho, com a presença da reitora da UFT, Isabel Auler
Em reunião no Palácio Araguaia com o governador Marcelo Miranda (PMDB), o ministro Mendonça Filho irá anunciar a liberação de R$ 15 milhões para obras dos campi de Arraias, Miracema, Porto Nacional e Tocantinópolis e custeio; recurso foi uma solicitação da deputada Professora Dorinha (DEM) feita na última reunião com o ministro em 22 de junho, com a presença da reitora da UFT, Isabel Auler (Foto: Aquiles Lins)

Tocantins 247 - O ministro da Educação, Mendonça Filho, fará uma visita a Palmas nesta segunda-feira, 25. Ele deverá anunciar a liberação de R$ 15 milhões para a Universidade Federal do Tocantins (UFT). O anúncio está marcado para as 11 horas, na sala de reuniões do Palácio Araguaia. Mendonça Filho vem à Capital a convite da deputada federal Professora Dorinha (DEM).

Desse valor a ser liberado, R$ 10 milhões são para a retomada das obras dos campi de Arraias, Miracema, Porto Nacional e Tocantinópolis e R$ 5 milhões para despesas de custeio. Esse recurso foi uma solicitação da deputada Professora Dorinha feita na última reunião com o ministro em 22 de junho, com a presença da reitora da UFT Isabel Auler.

Conforme sua assessoria, Dorinha também busca parceria com o MEC para a ampliação do Instituto Federal Tecnológico do Tocantins (IFTO) e para atender a educação básica no Estado.

Há pouco mais de um ano 14 obras espalhadas pelos campi da universidade estão paralisadas aguardando o repasse de recursos do Governo Federal. Segundo a reitora Isabel Auler, a UFT precisa de R$ 10 milhões iniciais para retomar essas obras. Está previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) o valor de R$ 30 milhões para a UFT. Esse recurso é para ações de expansão e reestruturação da instituição. Além desse recurso, a Professora Dorinha garantiu um extra de R$ 10 milhões na LOA para a universidade.

Em relação ao Hospital Universitário, ainda está previsto na Lei Orçamentária Anual de 2016 o valor de R$ 8 milhões para o início da obra. A UFT só poderá abrir o processo licitatório de construção do hospital após esse repasse. A reitora informou que há um cronograma da construção do hospital e, para que seja cumprido, é imprescindível que esse recurso seja pago e que também haja o compromisso da inclusão do projeto do HUFT na dotação orçamentária de 2017. A previsão total de gastos para a construção do hospital é de R$ 160 milhões. 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247