Em Serra Talhada, Dilma encontra Eduardo

Passagem da presidente Dilma Rousseff por Pernambuco, agendada para esta segunda-feira, envolvia quatro eventos e almoço com o governador Eduardo Campos (PSB), mas, agora, se resume à inauguração do Sistema Adutor Pajeú, em Serra Talhada, onde ela anuncia plano de combate à seca; depois, Dilma parte para homenagem às vítimas das chuvas em Petrópolis (RJ); agenda foi alterada depois que vazou encontro entre Campos e o tucano José Serra

Em Serra Talhada, Dilma encontra Eduardo
Em Serra Talhada, Dilma encontra Eduardo
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PE247 - Nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff inaugura o Sistema Adutor Pajeú, em Serra Talhada (PE). Na sequência, parte para o Rio de Janeiro, onde sobrevoa a Petrópolis atingida pelas chuvas e atende a missa em memória das vítimas dos deslizamentos deste ano. Até a semana passada, contudo, a passagem de Dilma por Pernambuco não se resumia a apenas um evento.

Inicialmente, a viagem por Pernambuco programada para esta semana envolvia passagens por Recife, São Lourenço da Mata e Salgueiro, de onde a presidente tomaria um helicóptero para Serra Talhada -- Dilma participaria de eventos em todos esses lugares. O que mudou de lá para cá? A relação entre o governo federal e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), potencial candidato à Presidência em 2014.

Desde que a agenda inicial foi estabelecida, um encontro entre Campos e o ex-governador José Serra vazou, levando o pernambucano a elogiar o tucano (leia mais). Além disso, Campos subiu seu tom crítico ao governo Dilma -- levando, inclusive, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) a classificar Campos como um "dissidente" do governo.

O resultado da mudança no tabuleiro eleitoral é que Dilma nem seguer deve almoçar com Campos, como estava planejado. Não por acaso também, Dilma aproveitará a passagem por Pernambuco para anunciar um pacote de medidas para ajudar as vítimas da seca, que assola toda a região Nordeste. A ação, além do caráter emergencial diante dos problemas causados pela longa estiagem, tem sido interpretada como tentativa de neutralizar as investidas de Campos, presidenciável do PSB, na região

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email