Empresa ligada a Ricardo Teixeira desviou R$ 1 mi de amistoso

Promotoria pede na Justia que a Ailanto, contratada pelo governo do DF sem licitao, devolva os R$ 9 milhes que recebeu para organizar a partida entre Brasil e Portugal em 2008

Empresa ligada a Ricardo Teixeira desviou R$ 1 mi de amistoso
Empresa ligada a Ricardo Teixeira desviou R$ 1 mi de amistoso (Foto: Jorge Adorno/REUTERS)

247 – Mesmo defendido pelos jogadores Ronaldo e Neymar, a situação de Ricardo Teixeira se complica. A empresa ligada ao presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local da Copa-2014) desviou R$ 1,1 milhão do jogo Brasil x Portugal em 2008, segundo o Ministério Público.

A Promotoria pede na Justiça que a Ailanto, contratada pelo governo do DF sem licitação, devolva os R$ 9 milhões que recebeu para organizar a partida. "A Ailanto agiu com ânimo fraudulento e com nítida má-fé", afirma o Ministério Público na ação.

A empresa é ligada a Teixeira. Como a Folha revelou, uma das sócias, Vanessa Precht, deu cheques nominais de R$ 10 mil ao cartola meses depois do jogo, para arrendar uma fazenda de Teixeira, segundo a Polícia Civil do DF.

A investigação levantou indícios de que a empresa foi montada só para poder receber o dinheiro do amistoso. Sandro Rosell, presidente do Barcelona, sócio de Vanessa e amigo de Teixeira, passou a controlá-la dois meses antes de começar a negociação com o governo.

Ela foi criada com capital social de R$ 800. Seis meses após o amistoso, uma goleada brasileira por 6 a 2, o capital foi para R$ 12 milhões -integralizado em dinheiro.

A polícia mapeou relações entre Ailanto, governo do DF e federação. O presidente da CBF é a conexão entre todos. (Com informações da Folha)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247