Empresária inova e abre estúdio de Pilates em bairro popular

O repórter Marcelo Baccarini foi até Salvador (BA) mostrar como essa mudança pode ser feita sem estresse; A professora de educação física Mércia Batista resolveu inovar; Ela se especializou em Pilates e montou um estúdio em um bairro popular, na periferia de Salvador; A boa gestão do negócio fez o faturamento engordar. 

O repórter Marcelo Baccarini foi até Salvador (BA) mostrar como essa mudança pode ser feita sem estresse; A professora de educação física Mércia Batista resolveu inovar; Ela se especializou em Pilates e montou um estúdio em um bairro popular, na periferia de Salvador; A boa gestão do negócio fez o faturamento engordar. 
O repórter Marcelo Baccarini foi até Salvador (BA) mostrar como essa mudança pode ser feita sem estresse; A professora de educação física Mércia Batista resolveu inovar; Ela se especializou em Pilates e montou um estúdio em um bairro popular, na periferia de Salvador; A boa gestão do negócio fez o faturamento engordar.  (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Agência Sebrae - Todo mundo que abre empresa sonha em ser grande. No caso do Microempeendedor Individual (MEI), o passo seguinte é virar microempresário. O repórter Marcelo Baccarini foi até Salvador (BA) mostrar como essa mudança pode ser feita sem estresse. A professora de educação física Mércia Batista resolveu inovar. Ela se especializou em Pilates e montou um estúdio em um bairro popular, na periferia de Salvador. A boa gestão do negócio fez o faturamento engordar. 

Mércia ultrapassou o limite de R$ 60 mil por ano estabelecido para quem é MEI. Por isso, ela teve que mudar a categoria do negocio e migrar para microempresa, que tem limite de faturamento de até R$ 360 mil por ano. Para isso, ela teve ajuda do Sebrae. A especialista da instituição Fernanda Gretz explica que a mudança é feita pela internet: é rápido, fácil e não tem custo nenhum. O empresário pode fazer esse procedimento, acessando o site da Receita Federal e do Simples Nacional. Como MEI, Mércia pagava uma única taxa: R$ 40 por mês, que inclui impostos e o INSS. 

Como microempresária, ela agora se enquadra nas regras do Simples Nacional. Vai pagar 6% sobre o faturamento de impostos e outra taxa pro INSS. Mesmo assim há vantagens. Com o novo enquadramento como microempresa, ela tem opção de acessar linhas especiais de crédito, com valor limite ampliado e consegue contratar mais colaboradores. No MEI só podem trabalhar o empresário e um colaborador. Mércia aproveitou a nova condição como microempresária e entrou em uma linha de credito de R$ 50 mil para investir no estúdio.  Vai comprar novos equipamentos para atender à demanda, que cresceu 80% este ano.

Conheça mais sobre a história da empreendedora no programa Pequenas Empresas Grandes Negócios deste domingo (29), na TV Globo, às 7h30. O programa será reapresentado no mesmo dia pela GloboNews, às 8h30, e no Canal Futura na segunda-feira (30), às 16h30, na terça-feira (1º), às 5h, e no sábado (5), às 15h.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247