Entrosamento de Iris e Eliton deixa Daniel constrangido

Prefeito de Goiânia e vice-governador mostraram entrosamento no evento de entrega de moradias na Capital, neste domingo; tudo começou quando o prefeito de Goiânia chamou Zé Eliton de “futuro governador”, para constrangimento do pré-candidato de seu partido ao governo, Daniel Vilela (PMDB); na sequência, Iris narrou conversa que acabara de ter com Zé Eliton no palco das autoridades. Segundo ele, Marconi já havia garantido R$ 35 milhões do programa Goiás na Frente para dar sequências às obras da Avenida Leste Oeste; “Pedi ao vice que seu futuro governo garantisse mais R$ 15 milhões”, afirmou, em tom descontraído

Prefeito de Goiânia e vice-governador mostraram entrosamento no evento de entrega de moradias na Capital, neste domingo; tudo começou quando o prefeito de Goiânia chamou Zé Eliton de “futuro governador”, para constrangimento do pré-candidato de seu partido ao governo, Daniel Vilela (PMDB); na sequência, Iris narrou conversa que acabara de ter com Zé Eliton no palco das autoridades. Segundo ele, Marconi já havia garantido R$ 35 milhões do programa Goiás na Frente para dar sequências às obras da Avenida Leste Oeste; “Pedi ao vice que seu futuro governo garantisse mais R$ 15 milhões”, afirmou, em tom descontraído
Prefeito de Goiânia e vice-governador mostraram entrosamento no evento de entrega de moradias na Capital, neste domingo; tudo começou quando o prefeito de Goiânia chamou Zé Eliton de “futuro governador”, para constrangimento do pré-candidato de seu partido ao governo, Daniel Vilela (PMDB); na sequência, Iris narrou conversa que acabara de ter com Zé Eliton no palco das autoridades. Segundo ele, Marconi já havia garantido R$ 35 milhões do programa Goiás na Frente para dar sequências às obras da Avenida Leste Oeste; “Pedi ao vice que seu futuro governo garantisse mais R$ 15 milhões”, afirmou, em tom descontraído (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - O vice-governador Zé Eliton (PSDB) e o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB), mostraram sintonia fina, atiçaram o público durante seus pronunciamentos e acabaram por ser protagonistas durante entrega de chaves para mais 640 famílias do Residencial Nelson Mandela, no Conjunto Vera Cruz II, em Goiânia, na manhã deste domingo (25).

Num evento com muitas autoridades, a começar pelo governador Marconi Perillo, ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e presidente da Caixa, Gilberto Occhi, o vice-governador e Iris protagonizaram cenas que levantaram a plateia.

Tudo começou quando o prefeito de Goiânia chamou Zé Eliton de “futuro governador”, para constrangimento do pré-candidato de seu partido ao governo, Daniel Vilela (PMDB), que estava presente no ato e se encolheu em um canto onde estavam as autoridades.

Na sequência, Iris narrou conversa que acabara de ter com Zé Eliton no palco das autoridades. Segundo ele, Marconi já havia garantido R$ 35 milhões do programa Goiás na Frente para dar sequências às obras da Avenida Leste Oeste. “Pedi ao vice que seu futuro governo garantisse mais R$ 15 milhões”, afirmou, em tom descontraído. A meta é completar o projeto, ligando Trindade a Senador Canedo.

No seu discurso, Zé Eliton começou sendo saudado pelos moradores: “Ê, coisa boa”, respondeu ele. Em seguida foi direto à demanda do prefeito. “Esse Iris é craque demais, sabe pedir com elegância”, disse.

Depois das saudações, Zé Eliton deixou a resposta ao prefeito para o final do pronunciamento. “Falei com o governador Marconi Perillo, que deu o aval e nós vamos concluir as obras da Leste Oeste”, anunciou em tom de vibração. Neste momento, o prefeito se levantou da cadeira e levantou os braços, em meio a aplausos gerais.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247