Esnobado por Iris, Major renuncia cargo de vice

O deputado estadual Major Araújo (PRP) comunicou hoje cedo ao prefeito Iris Rezende (PMDB) que não irá assumir, no dia 1º de janeiro, o cargo de vice-prefeito; Araújo nunca gozou de prestígio com o peemedebista e foi escolhido por ser da área de segurança, que o PMDB achava que seria a pauta principal da eleição; há cerca de um mês Major começou a afirmar que estava sofrendo pressão de suas bases para continuar com o cargo na Assembleia Legislativa

iris major
iris major (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O deputado estadual Major Araújo (PRP) comunicou hoje cedo ao prefeito Iris Rezende (PMDB) que não irá assumir, no dia 1º de janeiro, o cargo de vice-prefeito. Há cerca de um mês Major começou a afirmar que estava sofrendo pressão de suas bases para continuar com o cargo na Assembleia Legislativa.

Araújo faz forte ao oposição ao governo estadual e tem como marca o discurso da segurança pública. Foi essa atuação que fortaleceu seu nome para ser o vice de Iris na campanha em Goiânia. Esperava-se que a pauta da segurança pública fosse dominante na eleição, o que acabou não acontecendo.

O temperamento explosivo de Araújo fez com que ele fosse escondido na reta final da campanha. Num debate na UFG, Major se envolveu em confusão com estudantes e professores da universidade e precisou ser contido. 

Nos bastidores, a teoria é que Major Araújo ficará na Assembleia devido ao salário e aos benefícios recebidos por um deputado. Pesa contra também a falta de sintonia com Iris Rezende. Araújo dificilmente seria escolhido para uma secretaria de peso no Paço Municipal. "Não quero ser um vice decorativo", disse certa vez o deputado.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247