Estação da Lapa já oferece dignidade aos usuários

A primeira etapa das obras emergenciais já dá nova cara à Estação da Lapa, que era símbolo do descaso imposto pela administração do ex-prefeito João Henrique; as obras terão custo total de R$1,6 milhão e englobam a pintura de todo o equipamento, iluminação e instalações elétricas do terminal, que recebe aproximadamente 400 mil pessoas por dia; já estão prontos os novos banheiros e a Plataforma C

A primeira etapa das obras emergenciais já dá nova cara à Estação da Lapa, que era símbolo do descaso imposto pela administração do ex-prefeito João Henrique; as obras terão custo total de R$1,6 milhão e englobam a pintura de todo o equipamento, iluminação e instalações elétricas do terminal, que recebe aproximadamente 400 mil pessoas por dia; já estão prontos os novos banheiros e a Plataforma C
A primeira etapa das obras emergenciais já dá nova cara à Estação da Lapa, que era símbolo do descaso imposto pela administração do ex-prefeito João Henrique; as obras terão custo total de R$1,6 milhão e englobam a pintura de todo o equipamento, iluminação e instalações elétricas do terminal, que recebe aproximadamente 400 mil pessoas por dia; já estão prontos os novos banheiros e a Plataforma C (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - A primeira etapa das obras proporcionadas pela intervenção emergencial feita pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte (Semut) por meio da Superintendência de Trânsito e Transporte de Salvador (Transalvador) já dá nova cara à Estação da Lapa, que era símbolo do descaso imposto pela administração do ex-prefeito João Henrique (PSL).

As obras terão custo total de R$1,6 milhão e englobam a pintura de todo o equipamento, iluminação e instalações elétricas do terminal, que recebe aproximadamente 400 mil pessoas por dia.

Uma das mudanças foi a abertura da Plataforma C, localizada no piso térreo, que resultou em maior luminosidade e ventilação no subsolo. O maior impacto, no entanto, segundo a prefeitura, foi nos banheiros, que receberam materiais como granito e louças. Está sendo feito também a colocação de piso tátil para deficientes, além da reforma e pintura de todos os abrigos do andar térreo.

As melhorias determinadas pelo prefeito ACM Neto (DEM) "têm como intuito garantir maior conforto aos usuários até que seja finalizado o processo de concessão, com edital para escolha da concessionária a ser lançado este ano", diz a prefeitura em nota.

A empresa selecionada deverá administrar o equipamento por 35 anos e, como contrapartida, poderá explorar um centro comercial a ser construído nas imediações da estação, sem implicar em qualquer custo ao passageiro e ao sistema de transporte.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247