Estudantes fecham BR contra PEC dos gastos

Estudantes que ocupam a Reitoria da Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, organizaram um novo ato contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que tramita no Senado Federal e que, se aprovada, poderá congelar os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos; eles fecharam a BR-104 nos dois sentidos; ação também faz parte do Dia Nacional de Greve 

Estudantes que ocupam a Reitoria da Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, organizaram um novo ato contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que tramita no Senado Federal e que, se aprovada, poderá congelar os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos; eles fecharam a BR-104 nos dois sentidos; ação também faz parte do Dia Nacional de Greve 
Estudantes que ocupam a Reitoria da Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, organizaram um novo ato contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que tramita no Senado Federal e que, se aprovada, poderá congelar os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos; eles fecharam a BR-104 nos dois sentidos; ação também faz parte do Dia Nacional de Greve  (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - Além do atraso nos ônibus, que gerou grandes transtornos à população logo cedo, uma manifestação fechou, na manhã desta sexta-feira (11), os dois sentidos da BR-104, em frente ao acesso ao campus A.C. Simões da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O bloqueio durou mais de uma hora e atrapalhou a vida de quem tentava passar.

Estes atos fazem parte do Dia Nacional de Greve, que criou uma programação no Brasil contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que tramita no Senado Federal e que, se aprovada, poderá congelar os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos.

O protesto na rodovia federal foi programado por estudantes que ocupam a Reitoria da Ufal. O grupo espalhou pneus velhos pela via e ateou fogo neles, levantando uma fumaça densa e escura que pode ser observada de longe.

O trânsito na região ficou bastante complicado enquanto a manifestação ocorria, forçando os condutores a pegar atalhos pelo bairro do Santos Dumont. Os estudantes permaneceram no local com faixas e bandeiras vermelhas contendo mensagens contra a proposta que tramita no Congresso Nacional. Alguns deles colocaram panos para cobrir o rosto.

Estão previstos outros protestos, na capital, organizados pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) ao longo do dia.
Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247