“Eu sempre apoiei a Lava Jato”, diz Renan

Depois de um grande período sem conceder entrevistas em Alagoas, o senador Renan Calheiros, de olho na reeleição em 2018, foi ouvido em diversos programas; Renan afirmou que sempre apoiou a Lava Jato: "O que eu contesto e não posso defender é que essas operações aconteçam fazendo confusão com a opinião pública e que suprimam as garantias individuais contidas na Constituição”; ele também disse acreditar que ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, deve ser aprovado durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado

Depois de um grande período sem conceder entrevistas em Alagoas, o senador Renan Calheiros, de olho na reeleição em 2018, foi ouvido em diversos programas; Renan afirmou que sempre apoiou a Lava Jato: "O que eu contesto e não posso defender é que essas operações aconteçam fazendo confusão com a opinião pública e que suprimam as garantias individuais contidas na Constituição”; ele também disse acreditar que ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, deve ser aprovado durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado
Depois de um grande período sem conceder entrevistas em Alagoas, o senador Renan Calheiros, de olho na reeleição em 2018, foi ouvido em diversos programas; Renan afirmou que sempre apoiou a Lava Jato: "O que eu contesto e não posso defender é que essas operações aconteçam fazendo confusão com a opinião pública e que suprimam as garantias individuais contidas na Constituição”; ele também disse acreditar que ministro licenciado da Justiça, Alexandre de Moraes, deve ser aprovado durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O senador Renan Calheiros, ex-presidente do Senado e atual líder da bancada do PMDB, concedeu entrevista nesta segunda-feira, 20, a veículos de comunicação do Sistema Pajuçara de Comunicação (PSCOM). Inicialmente, Renan esteve no programa Fique Alerta, onde foi entrevistado pelo apresentador Oscar de Melo e falou sobre diversas questões, tanto em nível estadual, quanto nacional.

Em seguida, o atual líder do PMDB no Senado – que também é presidente do PMDB em Alagoas – foi entrevistado na rádio Pajuçara FM 103,7 pelo apresentador Henrique Pereira, em transmissão que contou com a parceria da Pajuçara FM 101,9 de Arapiraca. Entre os assuntos tratados pelo senador Renan Calheiros, a indicação do nome de Alexandre de Moraes para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Renan avalia que o nome do ministro licenciado da Justiça deve ser aprovado durante a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, marcada para este terça-feira, 21. “A tendência é que tenhamos uma aprovação facilitada, até porque ele já foi sabatinado anteriormente por conta da indicação ao Conselho Nacional de Justiça. Ele tem todas as condições para ter seu nome aprovado e para ser um bom ministro do STF”, afirmou.

O senador comentou ainda as investigações da Operação Lava Jato e negou que tenha feito qualquer movimento voltado a atrapalhar os trabalhos de investigação do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.  “Eu sempre apoiei a Lava Jato. O que eu contesto e não posso defender é que essas operações aconteçam fazendo confusão com a opinião pública e que suprimam as garantias individuais contidas na Constituição”, frisou Renan.

Sobre a crise que o País atravessa, Renan disse acreditar que o momento vai passar e que em breve a economia brasileira vai reagir, e começar a gerar novos empregos. Ele ressaltou ainda as medidas que a área econômica vem adotando para fazer com que o atual momento de crise seja superado. Ainda nas entrevistas, Renan defendeu a reforma da Previdência, pois segundo ele, ‘a situação de insolvência da Previdência pode se agravar ainda mais nos próximos anos’.

Situação de Alagoas

Renan comentou ainda sobre o atua momento vivido por Alagoas. Na avaliação do ex-presidente do Senado e atual líder do PMDB, o estado vive um bom momento, com o governo de Renan Filho fazendo investimentos com recursos próprios em obras importantes, como a duplicação da rodovia AL-101 Norte; a implantação de novos eixos viários em Maceió; a construção de novos hospitais; implantação de escolas de tempo integral; entre outras.

Para ele, o ajuste econômico feito pelo governo estadual e a mudança no indexador da dívida dos estados, a venda dos ativos do Produban e os recursos gerados pela repatriação de recursos do exterior, garantiram a Alagoas, recursos suficientes para manter suas finanças em dia e fazer novos investimentos, ao contrário de outros estados da federação que enfrentam dificuldades até mesmo para manter em dia a folha de pagamento de pessoal.

Com assessoria

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247