Eunício é citado em delação por doações ilegais em 2014

Em delação premiada do economista Nelson José de Mello, ex-diretor da Hypermarcas, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi citado como suposto beneficiário de doações ilegais durante sua campanha ao Governo do Estado em 2014, por meio de "contratos fictícios no valor de R$ 5 milhões. O parlamentar nega

Em delação premiada do economista Nelson José de Mello, ex-diretor da Hypermarcas, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi citado como suposto beneficiário de doações ilegais durante sua campanha ao Governo do Estado em 2014, por meio de "contratos fictícios no valor de R$ 5 milhões. O parlamentar nega
Em delação premiada do economista Nelson José de Mello, ex-diretor da Hypermarcas, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi citado como suposto beneficiário de doações ilegais durante sua campanha ao Governo do Estado em 2014, por meio de "contratos fictícios no valor de R$ 5 milhões. O parlamentar nega (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará247 - Líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira foi citado como suposto beneficiário de doações ilegais na campanha de 2014 ao Governo do Estado, de acordo com reportagem da revista Veja. Em delação premiada, o economista Nelson José de Mello, ex-diretor da fabricante de produtos de saúde e bem-estar Hypermarcas, revelou como o dinheiro chegou ao peemedebista.

Segundo Veja, “o mapa da mina é apresentado, de forma detalhada e com notas fiscais, num acordo de colaboração assinado entre o Ministério Público Federal e o economista Nelson José de Mello, ex-diretor da fabricante de produtos de saúde e bem-estar Hypermarcas. O ex-executivo narra como foram repassados ao menos 26,35 milhões de reais para alguns políticos ligados ao [lobbista Milton] Lyra por meio de contratos fictícios assinados entre a companhia varejista e uma rede de empresas, sendo algumas delas fantasmas, e escritórios de advocacia e de auditoria”.

A reportagem conta que no ano de 2014, em meio às eleições, o ex-diretor da Hypermarcas afirmou que Milton Lyra o avisou que seria procurado por um “portador de Eunício Oliveira” para ajudar financeiramente na campanha do peemedebista ao governo do Ceará. Nelson Mello diz que se encontrou com um sobrinho de Eunício Oliveira, chamado Ricardo, e que “pagou despesas de empresas que prestavam serviços à campanha de Eunício Oliveira” por meio de “contratos fictícios” no valor total de 5 milhões de reais.

Eunício nega

Ao ser procurado por veja, o senador Eunício Oliveira disse que nunca teve “qualquer contato com Milton Lyra ou com Nelson Mello” e que “não tem conhecimento” de pagamentos para a sua campanha em 2014. Em nota divulgada ao mercado nesta terça-feira (28), a Hypermarcas confirmou a delação de seu ex-diretor e disse que o seu ex-executivo “autorizou, por iniciativa própria, despesas sem as devidas comprovações das prestações de serviços”.

Leia mais aqui

(Com informações da Veja e Ceará Agora)

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247