Eunício promete debate sobre transporte por aplicativos

"Nada contra os taxistas, mas esse tipo de serviço virou uma realidade. Os mais jovens optaram por essa nova tecnologia", declarou, nesta terça-feira (25), o presidente do senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Em encontro com o deputado estadual Capitão Wagner (PR-CE), o parlamentar informou que pretende realizar audiência pública para debater o tema e ouvir diferentes opiniões sobre o assunto. "Vamos chamar a sociedade para o debate para, dessa forma, encontrarmos um entendimento"

"Nada contra os taxistas, mas esse tipo de serviço virou uma realidade. Os mais jovens optaram por essa nova tecnologia", declarou, nesta terça-feira (25), o presidente do senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Em encontro com o deputado estadual Capitão Wagner (PR-CE), o parlamentar informou que pretende realizar audiência pública para debater o tema e ouvir diferentes opiniões sobre o assunto. "Vamos chamar a sociedade para o debate para, dessa forma, encontrarmos um entendimento"
"Nada contra os taxistas, mas esse tipo de serviço virou uma realidade. Os mais jovens optaram por essa nova tecnologia", declarou, nesta terça-feira (25), o presidente do senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). Em encontro com o deputado estadual Capitão Wagner (PR-CE), o parlamentar informou que pretende realizar audiência pública para debater o tema e ouvir diferentes opiniões sobre o assunto. "Vamos chamar a sociedade para o debate para, dessa forma, encontrarmos um entendimento" (Foto: Rodrigo Rocha)

Agência Senado - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), recebeu nesta terça-feira (25) o deputado estadual da Assembleia Legislativa do Ceará capitão Wagner (PR), que, acompanhado de representantes de serviço de transporte por aplicativo, pediu auxílio na tramitação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 28/2017, que trata sobre o assunto.

Eunício Oliveira, informou que pretende realizar uma audiência pública para debater o tema e ouvir diferentes opiniões sobre o assunto. "Nada contra os taxistas, mas esse tipo de serviço virou uma realidade. Os mais jovens optaram por essa nova tecnologia", argumentou Eunício.

O presidente do Senado disse ainda que, como Casa revisora, qualquer alteração feita pelos senadores vai voltar para a Câmara dos Deputados, onde o processo legislativo teve início.

"O projeto que regulamenta esse tipo de serviço gerou uma grande polêmica, porque diferentes grupos defendem seus respectivos interesses. Vamos chamar a sociedade para o debate para, dessa forma, encontrarmos um entendimento", finalizou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247