Eunício reúne os líderes partidários para discutir pauta desta semana

O senador Eunício Oliveira, presidente da mesa diretora do Senado, reúne nesta terça-feira (14), às 11h, os líderes partidários para definir a pauta de votações da Casa desta semana. Entre os projetos de interesse do Governo Federal está o PLC 30/2015, que regulamenta a terceirização de mão de obra, aprovado pelos deputados em 2014 e que é considerado pela maioria das centrais sindicais como prejudicial aos interesses dos trabalhadores

O senador Eunício Oliveira, presidente da mesa diretora do Senado, reúne nesta terça-feira (14), às 11h, os líderes partidários para definir a pauta de votações da Casa desta semana. Entre os projetos de interesse do Governo Federal está o PLC 30/2015, que regulamenta a terceirização de mão de obra, aprovado pelos deputados em 2014 e que é considerado pela maioria das centrais sindicais como prejudicial aos interesses dos trabalhadores
O senador Eunício Oliveira, presidente da mesa diretora do Senado, reúne nesta terça-feira (14), às 11h, os líderes partidários para definir a pauta de votações da Casa desta semana. Entre os projetos de interesse do Governo Federal está o PLC 30/2015, que regulamenta a terceirização de mão de obra, aprovado pelos deputados em 2014 e que é considerado pela maioria das centrais sindicais como prejudicial aos interesses dos trabalhadores (Foto: Fatima 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O senador Eunício Oliveira, presidente da mesa diretora do Senado, reúne nesta terça-feira (14), às 11h, os líderes partidários para definir a pauta de votações da Casa desta semana. O presidente quer ouvir as sugestões dos líderes para definir os projetos prioritários de cada bancada.

Na pauta do Plenário já estão a PEC50/2016, que permite a realização de vaquejadas e a PEC da Desburocratização (57/2016), que simplificaria as exigências fiscais e tributárias dirigidas a microempresas e empresas de pequeno porte.

Também deverão ser apresentadas as prioridades do Governo Federal, entre elas o projeto que agiliza a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a realizar de testes de novos medicamentos em seres humanos (PLS 200/2015), o PLC 30/2015 que regulamenta a terceirização de mão de obra, aprovado pelos deputados em 2014, considerado pela maioria das centrais sindicais como prejudicial aos interesses dos trabalhadores e a PEC 62/2015, que acaba com a vinculação do aumento concedido à remuneração dos ministros do Supremo Tribunal Federal aos demais reajustes dos servidores públicos,

Comissões permanentes

A reunião de líderes deve tratar também das novas definições sobre as composições das comissões permanentes do Senado. A distribuição das presidências das comissões segue o critério da proporcionalidade partidária, ou seja: as maiores bancadas escolhem primeiro e podem ter direito a mais comissões. Até agora, apenas a CCJ elegeu seu presidente, senador Edison Lobão (PMDB-MA), e seu vice-presidente , senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que tem como primeira missão a sabatina do ministro da Justiça licenciado Alexandre de Moraes, indicado por Temer para o STF, em substituição ao ministro Teori Zavascki, morto na queda de um avião no Rio de Janeiro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247