Eunicio tem pressa na indicação de Alexandre de Moraes para o STF

O senador Eunício Oliveira pretende encaminhar a votação em plenário, imediatamente após a sabatina a que o ex-ministro será submetido, amanhã (21), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A avaliação é que ele será aprovado sem percalços, já que os partidos que integram a base do governo Michel Temer detêm a maioria das vagas na comissão. Caso a sabatina não se estenda por muitas horas, Eunício tem dito que deverá encaminhar a votação em plenário no mesmo dia

O senador Eunício Oliveira pretende encaminhar a votação em plenário, imediatamente após a sabatina a que o ex-ministro será submetido, amanhã (21), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A avaliação é que ele será aprovado sem percalços, já que os partidos que integram a base do governo Michel Temer detêm a maioria das vagas na comissão. Caso a sabatina não se estenda por muitas horas, Eunício tem dito que deverá encaminhar a votação em plenário no mesmo dia
O senador Eunício Oliveira pretende encaminhar a votação em plenário, imediatamente após a sabatina a que o ex-ministro será submetido, amanhã (21), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A avaliação é que ele será aprovado sem percalços, já que os partidos que integram a base do governo Michel Temer detêm a maioria das vagas na comissão. Caso a sabatina não se estenda por muitas horas, Eunício tem dito que deverá encaminhar a votação em plenário no mesmo dia (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - Na iminência do impacto das delações da Odebrecht, que devem atingir uma centena de políticos, a blindagem dos congressistas está na perspetiva de funcionar em duas frentes. A frente interna envolve os conselhos de ética do Senado e da Câmara. A outra frente é a nomeação do ex-ministro da Justiça do governo Temer, Alexandre de Moares para o STF.

O senador Eunício Oliveira pretende encaminhar a votação para aprovação do nome de Alexandre de Moraes em plenário, imediatamente após a sabatina. O ex-ministro será sabatinado amanhã (21), na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A avaliação é que ele será aprovado sem percalços, já que os partidos que integram a base do governo Michel Temer detêm a maioria das vagas na comissão. Caso a sabatina não se estenda por muitas horas, Eunício tem dito que deverá encaminhar a votação em plenário no mesmo dia.

No caso dos conselhos de ética, o objetivo é concentrar esforços para estancar as investigações. A blindagem se dará pela indicação dos novos membros. Os conselhos de ética da Câmara e do Senado terão suas novas composições definidas após o Carnaval. Os conselhos funcionam como "tribunais" legislativos, responsáveis por recomendar ao plenário a cassação ou não do mandato de um deputado ou de um senador pela chamada quebra do decoro parlamentar. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira, também aparecem nas delações da empreiteira.

O Conselho de Ética do Senado é composto por 15 parlamentares e deve ser comandado pela sexta vez por João Alberto Souza (PMDB-MA), ligado ao ex-presidente e ex-senador José Sarney (PMDB-AP). O Conselho de Ética da Câmara é composto por 21 deputados. 

o objetivo agora é concentrar esforços para estancar as investigações nos conselhos de ética das duas Casas,

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247